Ir para conteúdo

Ouvidor Geral 26-09-2022

“Ouvidor Geral” para o jornal Primeira Edição de 26-09-2022-Geraldo Câmara

A CULPA SERÁ SUA

E minha também se não passar a semana chafurdando, procurando saber tudo sobre possíveis
candidatos que queiramos eleger. E não estou falando apenas de presidente ou de governador. Estou indo
mais fundo em busca de um bom candidato a deputado estadual ou a federal. Já tenho minhas convicções?
Claro que tenho porque venho fazendo esse trabalho já de algum tempo, mas não podemos parar. O que
precisamos é, neste mar de candidaturas, buscar a que melhor se coadune com o retrato atual deste país
que precisa deixar de lado certas vergonhas e lutar pela cidadania, pelo respeito à constituição, pela
dignidade do povo, pelo combate à fome, pela ferramenta indispensável do trabalho e que pode vir a
deixar de lado o assistencialismo de que ninguém se orgulha. Necessário nas horas mais difíceis, mas
absolutamente dispensável quando o rendimento de cada família for adquirido em função do trabalho e
não da esmola. O povo brasileiro é inteligente e sabe buscar o que precisa. A política saudável, com
políticos que desejem de fato o progresso pátrio sempre será básica para o desenvolvimento do estado e
da sociedade. E isto só se consegue elegendo gente que pense como a gente. Que venha a buscar um
futuro digno para Brasil e brasileiros. Portanto, à luta meus amigos. A semana é esta, a hora é esta e
domingo que vem poderá ser um marco no nosso sagrado direito de voto. Vamos a ele!
DESTACÔMETRO

O destaque vai para um grande artista, “alabaiano”, segundo ele, mas que dá tudo de si e pela
sua arte aqui nas Alagoas. Igbonan Rocha, completo no que faz dominando sua arte de cantar, mas que
além de tudo é absolutamente engajado em projetos sociais.

PÍLULAS DO OUVIDOR
Meu amigo e editor deste jornal, Romero Belo, que já foi secretário de comunicação do estado,
“invadiu” semana passada esta coluna e achou por bem escrever um artigo dizendo que eu era
muito mais do que eu pensava ser. Então, meu amigo, muito obrigado pelo que fez.

Gente, a coluna da próxima semana já vai trazer o resultado das eleições. Se vamos para segundo
turno, se resolvemos os impasses no primeiro turno, tanto no federal quanto no estadual. Enfim,
prognósticos agora são todos furados.

E furados porque as pesquisas estão demonstrando isso. Ninguém pode afirmar nada a não ser que
no decorrer desta semana fatos muito diferentes venham a modificar o ambiente das eleições e dos
próprios candidatos. Caso contrário, aguardem o oficial no próximo domingo.

Aqui em Alagoas parece e tudo indica que a grande disputa está pelo segundo lugar. Para ver o que
acontecerá depois, só aguardando quem disputará o segundo turno. Aí é outra história, outra
eleição, para ver quem ganha a melhor fatia do bolo do palácio.

No âmbito federal, segundo turno ainda está em discussão. Muita água pode rolar debaixo da ponte
antes que se saiba se o martelo será batido no primeiro turno dessa buliçosa campanha.

Na verdade, entre gregos e troianos ninguém se entende mesmo.
O que gostaríamos de ver é uma última semana de campanha exercida com civilidade, com amor ao
próximo, com educação e respeitando-se o monólogo de cada um. Não adiantam brigas nas cidades
porque não são elas que definem os secretos votos na urna eletrônica.

Ameaças veladas e outras coisas mais já não são mais aceitas, nem pelo povo nem pelas autoridades
que dizem respeito direto à eleição. Quem quiser espernear porque perdeu vai ter que se conformar
porque tudo está feito dentro da maior seriedade.

E, finalmente, mais do que corroborado está o fato de que a nossa urna eletrônica é inviolável e
garante um pleito seguro com resultados absolutamente técnicos. Todos os testes foram realizados
com total transparência e, portanto, não adianta chover no molhado.

Sidilene Cavalcante, coordenadora do Serviço Social do Tribunal de Contas e Marisa Lira, Mestre
de Cerimônia (foto) em momento de festejar ladeando a procuradora Cláudia Amaral pela palestra
que realizou no TCE-AL em razão do Setembro Amarelo. Um sucesso, aliás!

ABRAÇOS IMPRESSOS

Os abraços impressos vão para a procuradora da república, Niedja Kaspary que está a frente
de casos como o respeito às cotas raciais e existência de faculdades com problemas para poderem validar
seus alunos, já que são absolutamente irregulares. Grande trabalho, Niedja!

Categorias

OUVIDOR GERAL

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s