Ir para conteúdo

coluna BARTPAPO

Coluna BARTPAPO com Geraldo Câmara -Tribuna Independente–2907-2022

PRAZO DE VALIDADE

Pois é! Os alimentos, os remédios, muita coisa hoje em dia tem prazo de validade e como tal esses prazos precisam ser respeitados. Use ou jogue fora quando vencer, jamais dê a alguém, porque pode ao invés de proporcionar saúde, levar a pessoa a doenças e até ao óbito. Mas, os idosos de nosso país têm sido tratados em grande maioria como se tivessem prazo de validade e quando chegam a uma determinada idade querem jogar fora tudo o que eles amealharam em sabedoria, em conhecimento, em vida. Se o idoso pertencer a uma categoria mais privilegiada, ainda merece um pouco mais de consideração, mas se ele for uma pessoa comum, do povo será até a morte “aquele velho”, isto se não acrescentar o caduco na observação.

Este introito foi para, com conhecimento de causa e perdoem a modéstia, referir-me a mim mesmo como um idoso que se recusa a comparar idade com atividade, com produtividade, com valorização de cada minuto que vivo, de cada coisa que faço, que ainda posso fazer correspondendo à vida que Deus me deu e que se me permite estar por aqui não quer que eu seja um ser inanimado, mas proporcionalmente produtivo. Nunca parei de trabalhar e nos meus 84 anos continuo com cargos de responsabilidade, fazendo ainda meus programas de televisão e o farei até o dia em que não seja ridículo ou improdutivo. As pessoas me perguntam onde está o segredo da minha força de vida e eu respondo instantaneamente que está no fato de que não deixo meus neurônios pararem de funcionar. A atividade cerebral, sempre presente, escrevendo como agora, decidindo coisas importantes, tudo isso é vida. E é vida que não se pode permitir que acabe por cronologia. Aposentadoria deve ser simplesmente uma necessidade, ujm direito, uma segurança,mas nunca uma maneira de se livrar do trabalho e da atividade de um modo geral.

No entanto, sabemos que nem todos são iguais e nem todos seguem a cartilha acima exposta. Nem todos pegam o seu próprio carro depois de certa idade e saem por estradas sem medo e sem preocupações. Nem todos. Mas muitos querem o sossego, a paz, a meditação. Respeite-se, mas defenderei sempre a tese de que, a não ser por doença, invalidez, produzir, produzir sempre é e será o eterno remédio do idoso. Que aliás, até simplesmente pensando pode estar produzindo.

Tudo isso não invalida as conquistas do idoso em relação aos seus direitos civis e, se ele está colocado entre os abandonados sociais que sejam revistas suas condições através das políticas públicas quase inexistentes para esta faixa de vida. Que sejam estimulados os programas do tipo “Destinação”, hoje bastante incrementado para a criança e para o adolescente, ótimo, mas definhado em relação aos idosos. Para se ter uma ideia, fundo do idoso no estado de Alagoas, até agora só foi criado por um município que é Maceió. O resto, não está nem aí para o fato de que as pessoas que têm imposto de renda a pagar ou a receber podem destinar parte deste imposto para os Fundos da Criança e também para os fundos dos idosos, se existirem, é claro!

Vamos mudar a palavra: Nem idoso, nem velho, nem gagá, nem caduco. Vamos mudar para o “experiente”. Seja em que área for, o “experiente” sempre acumula sabedoria, uns mais outros menos, mas sempre terão alguma coisa a dar. Seria bom que os jovens buscassem isto nos papos com os mais velhos. Em conversas sobre quaisquer assuntos, buscando no “experiente”, ainda que poucas, mas alternativas de vida colhidas ao longo de anos. Com frutos de qualquer espécie, porque com graduação ou sem graduação a melhor faculdade que existe é a da vida. E que sempre pode estar paralela a qualquer acadêmica.

Experimente. Uma dose de “experiente” de vez em quando, sem receita médica. Mas com um belo incremento a sua saúde mental. E você vai ver que ainda tem prazo de validade.

FOTONOTAS

JOSEALDO TONHOLO – Tire as regras fantasiosas que envolvem o nome e o cargo de reitor e joguem fora porque Josealdo Tonholo, reitor da UFAL assim o fez. Pessoa simples, fantástica de se lidar independente de sua enorme competência, fator que o fez chegar onde chegou. Dono de uma enorme perspicácia e poder de análise situa-se no mundo acadêmico da mesma forma que no mundo exterior transitando com tudo e com todos com a maior facilidade. Tonholo é uma pessoa com quem nós gostamos de lidar e de estar. Apesar de todas as dificuldades que cercam as universidades públicas brasileiras e a UFAL é uma delas, o jogo de cintura de Josealdo Tonholo vai fazendo a vez e atingindo metas.

SÍLVIO CAMELO – Faz tempo, muito tempo desde que conheço e admiro Silvio. Gente boa, de família excelente, religiosa e de boa índole, Silvio foi educado em meio político, mas levado desde cedo a praticar a política saudável que veio de seu pai, Arnaldo. E assim o fez. Nos tempos de TV Mar, já fazia um programa com todas as características do bem que o acompanha. Como político, vereador e agora deputado estadual a dignidade sempre fez parte de seus atos e atitudes condizentes com a moral que adotou para estar ao seu lado durante o desempenho de seus mandatos. Nunca vi e nunca soube que a vaidade exacerbasse em Sílvio Camelo. Pelo contrário, sua humildade no trato com as pessoas o fez digno dos cargos que ocupa. Um abraço, amigo!

PARE PRA PENSAR (do meu livro do mesmo nome)

A família é como um edifício. Se bem projetada e com alicerces firmes jamais cairá.

ALERTAS DO DIA

* Alerta, meus amigos para o bando de gente ruim que está por aí a dar golpes de todos os tipos e em todas as pessoas, principalmente nos idosos. Esses então, sofrem com os empréstimos feitos em seu nome, principalmente os que estão em condições de desconto em folha. De golpe este país está cheio e desde muitos tempos atrás. Lembro-me de um golpista americano chamado Peter Kelleman que deu uma de mestre no Brasil a que se denominou de “filipetas” ou algo parecido. O cidadão roubou milhões e quando estava para ser preso fugiu para a Venezuela e de lá escreveu um livro chamado “Brasil para Principiantes” contando tudo. Sucesso, “best seller”. Todo cuidado é pouco.

POR AÍ AFORA

# Oh que saudades que eu tenho daquela Buenos Ayres querida que os tempos não trazem mais! Uma cidade elegante digna de ser comparada – e o era – às melhores capitais europeias. Suas mulheres elegantíssimas desfilando o melhor da moda em encontros perfeitos nos cafés da cidade. A presença do tango, do eterno tango em casas especializadas e até nas ruas da bucólica Santelmo. E, no verão, as pessoas buscando frescor nos verdejantes gramados de Palermo. Hoje, uma outra Buenos Ayres, mais triste, mais sofrida, vítima de governos desgovernados deixa de lado todo o seu charme e se confunde com outros centros em penalizada decadência.

#Os ministros de energia da União Europeia, reunidos em Bruxelas, concordaram em reduzir seu consumo de gás de maneira coordenada e, assim, voar em auxílio da Alemanha, após uma nova queda drástica nas entregas russas.Não foi uma missão impossível! Os ministros chegaram a um acordo político sobre a redução da demanda de gás em antecipação ao próximo inverno, anunciou a Presidência checa da UE em sua conta no Twitter. O plano, proposto na semana passada pela Comissão, foi radicalmente revisto, mas os seus princípios fundamentais foram preservados.

# Em Portugal, novos imigrantes em 2022 já ultrapassam os de 2021. Um terço são brasileiros que têm emprego, mas falta a habitação. A maior comunidade estrangeira é a brasileira. Já ultrapassam os 250 mil com os que se legalizaram este ano e rapidamente poderão chegar aos 300 mil. Têm trabalho, mas a grande dificuldade é ter onde viver com os baixos salários que recebem. Uma realidade que dizem os penalizar mais são os aluguéis elevadas, seis a sete meses de caução, exigência de fiador. Então para que sair do Brasil se “terrinha” está pior do que aqui? Coisa Besta!

ATÉ A PRÓXIMA

Amanhã, sábado é dia de “BARTPAPO com Geraldo Câmara”. Na BAND, canal 38.1 aberto e NET, canais 18 e 518, BRISANETE, canal 14, VIVO, canal 519, das 9 às 10h da manhã. Assista também pelo Youtube no canal “Programas do Geraldo Câmara”. Fale conosco pelo geraldocamara@gmail.com ou pelo Whats’App 82 99977-4399

Categorias

OUVIDOR GERAL

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s