Ir para conteúdo

Ouvidor Geral 01-08-2022

Ouvidor Geral” para o jornal Primeira Edição de 01-08-2022 – Geraldo Câmara

A EDUCAÇÃO FUGIU

Em todos os sentidos e em todos os setores da vida humana a educação, fator básico para a formação da humanidade vem deixando de ser primordial e por isso, exatamente por isso, o nosso país está em profunda decadência, mostrando muito mais seu lado sujo do que as qualidades que deveria e poderia mostrar a si próprio e ao mundo. Foi-se o tempo em que a família era o baluarte, o porto seguro, a certeza dos princípios de respeito, de dignidade e de progresso cultural e existencial. Foi-se o tempo em que a escola era considerada complementar na educação familiar entrando com o lado cultural mas mantendo os princípios adquiridos nos ambientes caseiros. Foi-se o tempo em que os professores eram respeitados e dignificados pela significância das suas missões e que os seus alunos eram levados a absorver não só os ensinos curriculares mas, e sobretudo, o estímulo aos seus desejos profissionais futuros colhidos nas sementes lançadas ainda na chamada escola primária. Foi-se o tempo em que o hino nacional era cantado pelas crianças antes de adentrarem suas salas de aula e que a bandeira nacional era erguida e reverenciada. E, ademais, foi-se o tempo em que as autoridades, então formadas em magníficas bancas ainda lutavam por manter no país o mínimo exigível para educação dos filhos pátrios e ainda acreditavam que pudessem fazer política e administração do país com base na educação de seus futuros gestores. Que pena! Foi-se o tempo e a educação nos escapou pelos dedos.

DESTACÔMETRO

O destaque vai para Maristela Positano, engajada juntamente com o marido, André Carnaúba em movimentos de paz, há muitos anos, lança agora uma oportuna campanha “Vote em Paz”. Diante de toda a intolerância que estamos vendo nada mais justo do que pedir paz e compreensão.

PÍLULAS DO OUVIDOR

Ainda em atenção à campanha “Vote em Paz” é preciso observar que o que leva o povo a pedir por isto é exatamente o radicalismo de alguns grupos que insistem em fazer das eleições motivo para batalhas campais e não para demonstrações democráticas.

Eleições são um ato cívico necessário a todo o país que exerce a democracia e que precisam ser entendidas como tal e não como motivo para que idolatrias por este ou aquele candidato sirvam de mote para a violência. Seja ela verbal ou física.

A Equatorial alerta: Manter as instalações elétricas de casa bem conservadas é uma questão de segurança e de economia. E quando essas instalações possuem mais de cinco anos, a atenção deve ser ainda mais redobrada pelos responsáveis e donos de imóveis.

Momento de chamar um profissional capacitado para realizar uma boa revisão evitando, assim, o risco de acidentes graves além do desperdício de energia proveniente da fuga de eletricidade. Não são poucos os incêndios domésticos que começam por uma má instalação.


Você deve conhecer alguém ou já ouviu falar no transtorno do “déficit” de atenção com hiperatividade (TDAH). É que, segundo dados da Associação Brasileira do Déficit de Atenção (ABDA), há no Brasil cerca de 2 milhões de indivíduos com TDAH.

Preocupado não só com quem tem o TDAH, mas com os estudantes que tenham transtornos os mais diversos com dificuldades acentuadas de aprendizagem, o vereador Alan Balbino criou um projeto de lei que visa oferecer apoio pedagógico para os alunos. Muito bom!

O Senai deu as boas-vindas aos alunos dos cursos técnicos nesse dia 25, com pipoca quentinha e uma recepção digna de cinema. Assim foi o início do segundo semestre de 2022 nas unidades do Poço e do Benedito Bentes para os novatos e “veteranos” que retornaram do recesso.

Buscando estreitar laços entre as instituições, o Presidente do Tribunal de Contas de Alagoas, conselheiro Otávio Lessa, recebeu a visita institucional da nova superintendente da Polícia Federal em Alagoas, delegada Juliana de Sá, primeira mulher a ocupar o cargo.

Marçal Aranha (foto) é o novo diretor técnico da Escola de Contas do Tribunal de Contas de Alagoas e está inteiramente integrado visando as obras da fisicamente nova escola e grandes eventos que vêm por aí a exemplo do XIII EDUCONTAS, em setembro.

ABRAÇOS IMPRESSOS

Os nossos abraços impressos vão para o engenheiro e arquiteto, Alfredo Gazzaneo, misto de diretor da Serestas da Pitanguinha cujo fim foi marcado pela falta de interesse dos dirigentes de cultura desta cidade ou deste estado. A Serestas deveria ser, sem dúvida, um bem imaterial de Alagoas e como tal deve ser visto e poupado.

Categorias

OUVIDOR GERAL

Um comentário em “Ouvidor Geral 01-08-2022 Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s