COLUNA BARTPAPO 20-01-2023

IGUALDADE TOTAL

Bartpapo com Geraldo Câmara20 de janeiro de 2023

   

Uma antiga campanha publicitária de uma fábrica de tintas tinha como “mote” usava determinadas frases comparativas como “que seria do vermelho se não existisse o amarelo?” ou “que seria do azul se não existisse o verde?” e por aí ia fazendo um comparativo do valor das cores e da maneira como elas podem e devem conviver e subsistir para que a harmonia prevaleça e as grandes obras de arte tenham o imenso valor da cor. Ainda que o quadro seja pintado em preto e branco, cores magníficas para obras sensacionais. Além das próprias cores da cidade.

Começo este artigo com esta comparação de cores por achar absolutamente idiota e criminosa a outra comparação criada durante séculos e mantida, menos mas ainda nos dias de hoje em que se pretenda estabelecer diferenças entre brancos e pretos, seres humanos absolutamente iguais e sob todos os pontos de vista. Se sociológica e antropologicamente o nosso país recebeu colonizações com acento maior de raça branca e achou que, por conta disso, poderia se aproveitar de situações de diminuição econômica e num determinado momento ir buscar mão de obra nos moldes da escravidão, sem dúvida alguma cometeu o maior dos seus erros. Ao confundir gente com animais domesticados e trazer essa gente para, escravizadamente, atender suas necessidades, repito, foi o maior erro histórico de nosso país. Erro que tem tido continuidade disfarçada em determinadas regiões do país, apesar dos rigores da lei cada vez mais modificada na proteção de todos os irmãos.

A luta pela abolição da escravidão no Brasil, foi uma luta incessante principalmente no final do século XIX quando finalmente a princesa Isabel assinou a Lei Áurea que abolia a escravidão no Brasil. No entanto, foi exatamente aí que começou a questão terrível da desigualdade, da escravidão muda, onde os negros precisavam ter o seu sustento, mas salários não tinham e então, muitos deles continuaram escravizados em troca de simples pratos de comida e um lugar para se deitar. Mas era preciso muito mais e foi a partir de decisões isoladas que as coisas foram tomando pé, terrenos foram conquistados a duras penas e a sociedade brasileira gradativamente foi ficando mesclada, não só de brancos e pretos, mas também de índios, de europeus, de um grande volume de imigrantes que vieram buscar futuro neste Brasil continental e por aqui se espalharam e misturaram raças, formando com brancos e pretos brasileiros essa mescla fantástica que forma o povo brasileiro.

No entanto, os recalcitrantes modernos, os desrespeitosos, os pseudo-brancos continuam a praticar o crime de racismo como se fossem os velhos colonizadores, senhores feudais, hipócritas do país. Sem dúvida que a parte deste país mais inteligente busca a igualdade em todos os níveis. No intelectual, na força do trabalho, na ambição social e financeira. Mas os recalcitrantes, os mal criados por seus ascendentes, estes ainda viram o nariz para qualquer raça diferente da branca que, aliás deve estar em extinção no Brasil possivelmente o país mais miscigenado do planeta.

Como muitos brasileiros sou absolutamente contra qualquer tipo de discriminação e como tal vejo com satisfação que o país está apertando suas leis no sentido de dar maior proteção às vítimas desse crime hediondo. E precisa fazer isto, mesmo, para eliminar da sociedade os que se fazem de deuses e acham que podem o dividir o mundo entre eles e o resto.

Foi bom ver que a tipificação de crimes como a injúria racial estão mais bem enquadrados e serão punidos severamente, assim espero.

Na verdade, nossos desejos são os de ver um dia que não haja mais necessidade de lei para que todos entendam que somos irmãos, sem interessar cor de pele, nem credos nem nada. Igualdade total é o que desejamos ver um dia em nosso Brasil. Porque, “o que seria do branco se não existisse o preto, o amarelo, etc, etc ?”

FOTONOTAS


WASHINGTON LUIZ\ 
– O que dizer de Washington Luiz, o desembargador que está no comando do TRE nos próximos dois anos? Seu trato é magnífico e tem uma das melhores qualidades que um homem, principalmente público, pode ter que é a fidelidade completa aos seus amigos. Sua competência é ímpar e o respeito que seus pares têm por sua figura irradia por onde está. Homem íntegro no cumprimento de suas missões leva-as todas muito a sério como não poderia deixar de ser em se tratando de um desembargador. Enfim, por trás do magistrado, a figura humana sempre existiu. É o que basta, caro Washington.



CAROL BALBINO
 – Esta figura simpática irradiando simpatia por onde passa é muito importante quando a partir do primeiro mandato de Paulo Dantas surgiu como secretária de desenvolvimento econômico e turismo. A partir do desmembramento da secretaria, já agora no segundo mandato, Carol foi mantida no desenvolvimento econômico. Tudo evidentemente pelo que mostrou de conhecimento e de prática político-administrativa conquistando a admiração do governador que precisa de gente competente como Caroline Balbino, a doce Carol. Tenho sempre o maior prazer em entrevistá-la por tudo que eu falei. E ainda foi muito pouco.

PARE PRA PENSAR (do meu livro do mesmo nome)


O bom chefe tem que ter sido um bom subordinado. O seu sucesso está no conhecimento de quem esteve do outro lado.

ALERTAS DO DIA


* Fui a Bahia, de carro. Indo pelo belo passeio que nos faz atravessar de barco o São Francisco e seguir até Salvador. Voltando pela Linha Verde até alcançar a ponte entre Sergipe e Alagoas e tomando então a BR101 que nos trouxe de volta à Maceió. O alerta é para o nosso Ministro dos Transportes, Renan filho que precisa ter uma atenção especial para aquela rodovia ainda cheia de desvios e de grandes distâncias sem duplicação. E o que é pior, com uma enorme carência de avisos e de sinalizações em todos os trechos desviados. No entanto, deveremos ficar tranquilos porque já sabemos que o ministro está de olho em Alagoas e já está anunciando verbas para consertos e recuperações dessas importantes vias interestaduais.

* A propósito disso, vamos relembrar ao Ministro Renan filho o trecho compreendido por 11 kms sem duplicação em Joaquim Gomes. Me parece que ali houve um desajuste entre o governo e os povos indígenas que, no entanto já teriam sido indenizados há alguns anos sem que aquele pedacinho fosse duplicado. Ora, se isso aconteceu, o governo federal deve ter cometido um absurdo com quem trafega por ali. Ah, mas é pequeno o trecho, diriam alguns. Pequeno, mas não tem que existir. Afinal, o único senão naquela rodovia entre Recife e Maceió. O bom é que, com ministro alagoano no pedaço as coisas tendem a ser mais fáceis.

* Aliás a tendência para que Alagoas esteja bem no páreo do governo federal, passa por algumas coisas e pessoas que estão sempre defendendo nossos interesses. Ainda agora mesmo, o ex-secretário de educação que foi campeão no tema por aqui, Rafael Brito, estará a partir de fevereiro deputado federal de olho na educação de Alagoas e de como o governo federal poderá agir para que não paremos com tema tão importante. Rafael deu lições de planejamento e de ação e um salto de qualidade na educação alagoana o que o credencia para maiores vitórias a nível nacional. Alerta, gente, para este mandato que vai dar o que falar. No bom sentido.

* O alagoano às vezes reclama de barriga cheia. Fiquei em casa de nossa família em Salvador podendo sair para supermercados e outros lugares de compras. Fiquei abestalhado com a diferença de preços de muitos produtos, evidentemente para maiores. Uma diferença gritante entre as duas capitais. Não sei se porque estamos em mês de janeiro com a cidade sempre lotada de turistas, mas não se justifica. Inclusive a gasolina que, enquanto a nossa está no patamar de R$4,75 a de lá está no ínimo em R$5,50. Então, vamos e venhamos que nossos postos de combustíveis estão muito mais respeitosos com a população.

POR AÍ AFORA


# Palavras do jornalista português João Melo: “A icônica imagem da subida da rampa do Palácio do Planalto pelo presidente Lula da Silva, acompanhado de um grupo representativo de toda a diversidade brasileira, no dia da sua tomada de posse transformou-se instantaneamente no maior símbolo da atual determinação da maioria dos cidadãos brasileiros de colocar essa diversidade no centro do poder. Esse exemplo extraordinário, que fez capa em todos os jornais do mundo, terá sido um dos fatores contra o qual se levantaram, apenas uma semana depois, as hordas de bárbaros, cujas ações terroristas e intuitos golpistas não merecem dúvidas”.

# De acordo com as primeiras previsões feitas por gente de alta competência na área, o El Niño deverá retornar em 2023 e traz consigo temperaturas extremas, tornando muito provável que o aquecimento global exceda 1,5° C, informa o jornal The Guardian. Recorde-se que 2016 foi ano mais quente registado na história, impulsionado pelo mesmo fenômeno atmosférico. O El Niño corresponde ao aquecimento anormal de uma gigantesca massa oceânica que cobre uma vasta área do oceano Pacífico Central e Oriental. O povo ainda é cético em relação a esse tipo de previsão, mas precisa se acostumar para evitar tragédias maiores.

# De acordo com Tristan Harris, ex-funcionário do Google, a China está emburrecendo nossos filhos via TikTok, enquanto protege os seus próprios com uma versão contida. Acha que as redes sociais vão determinar o futuro das nossas sociedades. E além dele vários cientistas em neurologia acabam por entender que determinados jogos da internet ou mesmo apenas brinquedinhos como é o caso do Tik Tok estão causando uma revolução mental nos jovens de todo o mundo e fazendo com que eles não precisem mais pensar e raciocinar. No entanto, como viram, a versão chinesa é muito mais branda com os jovens de lá.

ATÉ A PRÓXIMA


Amanhã, sábado é dia de “BARTPAPO com Geraldo Câmara”. Na BAND, canal 38.1 aberto; NET CLARO, canais 18 e 518; BRISANETE, canal 14; VIVO, canal 519. Das 9 às 10h da manhã. Assista e inscreva-se também pelo Youtube no canal “Programas do Geraldo Câmara”. Fale conosco pelo geraldocamara@gmail.com ou pelo Whats’App 82 99977-4399

BARTPAPO COM GERALDO CÂMARA

SOBRE

Jornalista, apresentador do programa Bartpapo na Band Maceió e Diretor de Comunicação do Tribunal de Contas de Alagoas

                                     Selecione o mês                                                                     Procurar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s