Ir para conteúdo

Ouvidor Geral 18-04-2022

Ouvidor Geral” para o jornal Primeira Edição de 18-04-2022 – Geraldo Câmara

UMA CORRIDA CONTRA O TEMPO

Vivemos uma grande corrida contra o tempo.

O tempo que precisamos para recuperar a moral, os bons costumes, os velhos tempos onde o respeito pelos pais, pelos mais velhos, pelos princípios de família, pelo país, pelo presidente , pela bandeira, pelo hino nacional eram seguidos como regra e como conceitos básicos para a formação do caráter de quem quer que fosse.

Mas, hoje, os tempos mudaram. E para muito pior. Hoje, as regras inexistem, a moral decolou ladeira abaixo, a autoridade constituída se fez desrespeitar e, cada vez mais distante vai ficando o tempo em que a nossa educação era forjada com o rigor que nos dá saudade.

Agora, pensemos: ainda somos uma geração que foi educada para a vida de uma maneira mais correta e mais segura e, por isto, ainda tentamos passar para os nossos filhos os nossos princípios e as nossas regras. Mas eles, eles não conseguem mais agir da mesma maneira até porque são encostados na parede pela mídia abusiva, pelos exemplos constantes na tv, nas novelas e na grande história sem história da política brasileira.

Então, é preciso correr. É preciso buscar fórmulas de não se permitir que a degradação moral da sociedade brasileira invada todos os lares brasileiros. É preciso lutar para que os nossos netos sintam que o caminho do mundo foi de regressão e que os rumos deles precisam ser mudados para a geração deles e para as futuras.

É preciso correr contra o tempo implacável que, aliado à tecnologia, está destruindo conceitos de brasilidade, de patriotismo e, sobretudo, de família.

Não sou saudosista e nem acho que o mundo precisa regredir ao do nosso tempo de criança e de jovem. Mas sou realista a ponto de entender que, como está não pode ficar.

E que, os jovens, só eles, agora podem enfrentar este tempo incerto da política brasileira.

DESTACÔMETRO

O destaque vai para o advogado tributarista e contador, Daniel Salgueiro que nessa época do ano vê seu escritório “Controle” lotado de serviços visando a declaração de imposto de renda. Para quem recorre a Daniel, as coisas acontecem muito bem.

PÌLULAS DO OUVIDOR

Estou no mato. Em um gostoso sítio em Chã Grande, em Pernambuco. Passando a Semana Santa longe do burburinho e recordando meu tempo de criança quando no Rio fugíamos da cidade para viver as delícias do Campo em nosso sítio de São Gonçalo.

E ainda hoje imagino que deve ser bom o alienar-se das agruras da cidade grande, do trânsito impetuoso, das discussões e da procura por produtos mais baratos, por uma vida mais aceitável sem condomínios e outras coisas que o campo não tem.

Com patrocínio do Governo de Alagoas, através da Secretaria de Turismo (Sedetur) e da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), o festival cultural Rota das Artes acontece de 18 a 24 de abril na Rota Ecológica, passando pelos municípios de Porto de Pedras, São Miguel dos Milagres e Passo de Camaragibe, Camaragibe, ambas no Litoral Norte de Alagoas.

A briga Bolsonaro versus Lula vai se estendendo por todo o Brasil e o que já se vê é o afunilamento das discussões para que os partidos todos tentem uma união em torno dos dois nomes e com isso acabando com o princípio fundamental da democracia.

Em se tratando de eleição, o correto é que haja uma bela rede de candidatos com ideias próprias dando margem a que o eleitor faça valer o seu senso de escolha, de acordo com os princípios que tenham.

No entanto, o que está acontecendo e que vai acontecer até o fim das campanhas é essa radicalização cruel que nada ensina, sobretudo aos mais jovens eleitores e que pode estabelecer confusões de ruas as mais desagradáveis.

Um mosquito acabou de me morder e eu nem coloquei repelente. Piores são os mosquitos que estão mordendo os vaidosos que se sentem encorajados a enfrentar uma campanha política por motivos mais escusos do que verdadeiros. Aí tem! Sempre terá.

Nosso programa “BARTPAPO COM GERALDO CÂMARA” está completando 30 anos de existência ininterrupta no ar desde aquele dia que começou inovando na cidade João Pessoa. Só aqui em Maceió já temos 25 anos. Entrevistados no total cerca 28 mil.

Não sei ainda como vou comemorar com os entrevistados e com o nosso público. Estamos planejando mas que vamos, lá isso vamos. São 30 anos do Bartpapo e 61 anos de televisão desde que estreamos na extinta TV Rio, a fantástica emissora da época. 1961.Ah! Fazendo humorismo.

O jovem prefeito de Santana do Mundaú, Arthur Freitas (foto) esteve no Bartpapo e deitou falação sobre como administrar bem uma cidade com 11 mil habitantes com pouquíssimos recursos próprios. Arthur está no segundo exitoso mandato.

ABRAÇOS IMPRESSOS

Os abraços impressos vão para duas figuras públicas do maior valor: Josealdo Tonholo, Magnífico Reitor da UFAL e Renatinho, o fantástico prefeito do Pilar. Na foto com este colunista, momento de descontração após um Bartpapo com Geraldo Câmara.

Categorias

OUVIDOR GERAL

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s