Ir para conteúdo

coluna Bartpapo 08-04-2022

Coluna BARTPAPO com Geraldo Câmara -Tribuna Independente–0804-2022

O BARULHO DAS RUAS

Ou o silêncio, sei lá. Das ruas, do povo, nunca se sabe exatamente que mensagem poderá surgir. O povo é tão fantasticamente sábio que, dito como peça de manobra, sempre surpreende pela capacidade de mostrar atitudes verdadeiramente populares, no sentido amplo da palavra.

É ele, povo, que quando não segue as induções programadas e fabricadas por grupelhos organizados, é capaz de produzir de panelaços a caminhadas silenciosas para dizer da sua vontade, do seu desejo real e não manipulado e o faz sem necessidade de pseudo lideranças, mas com total espontaneidade.

É este povo que gostaríamos de ver nas ruas nos dias de hoje, importantes para o país, mostrando o que quer e o que deseja para o futuro e o digo sem cor política, sem tendências, sem vontade de manobrar.

Não importa qual é o seu desejo de vitória. O que valerá será a sinceridade dos seus propósitos com este ou com aquele lado.

Não interessam os sentimentos falsos mas a necessidade que o Brasil tem de ver seu povo ativo, atuante e, sobretudo, feliz.

Não pretendemos com este artigo estimular badernas, cenas provocantes que nos chocam por serem nas ruas de nossas cidades. Não. Gostaríamos de provocar a civilidade de um povo que precisa se conhecer, se entender e conhecer sobretudo as necessidades e os desígnios de seu país.

Existiram marchas muito importantes com o povo nas ruas em outras épocas e os mais antigos haverão de se lembrar da “Ouro para o Brasil” ou da “Marcha da Família pela Liberdade”. É disso que estamos falando; de uma liberdade de sentimentos e de desejos políticos que se encontrem em campos opostos, mas que se encontrem com paz, com liberdade, com isenção.

Escrevemos isto num momento em que acertadamente os jovens abaixo dos 18 anos e acima dos 16 estão sendo insistentemente convocados para entrarem no mundo eleitoral. Um mundo que precisa ser compreendido por eles e entendido por todos como uma bela renovação de espíritos.

E que seja um mundo político sem agressões, com vontade de conhecer, de aprender, de renovar e até de ensinar aos radicais que a palavra certa é mais importante do que a agressão verbal ou física. Esses jovens que tanta importância podem ter para o país precisam ser orientados para uma luta de paz e não de guerra entre irmãos.

O fluxo do período eleitoral está todo destorcido e a ele é preciso se dar o rumo certo para que se entenda de verdade o real sentido da civilidade, da constitucionalidade e da verdadeira democracia. Que não combina com os atos vândalos que pelas cidades aparecem. E que nos levam muito mais a uma democratura que não desejamos.

Enquanto os sinos dobrarem no maior evento político do país voltemo-nos para os verdadeiros sinos para que orientem as mentes dos que julgam e que obtenham deles o melhor dos resultados.

E mais: que o barulho das ruas nunca seja ensurdecedor. É preciso ouvi-lo.

FOTONOTAS

Rafael Brito – O cara é bom no que fez e no que faz. Educado, o que podemos chamar de boa gente, mas que também não deixa por menos quando se trata de mostrar competência nos cargos que ocupa. Assim foi como secretário de estado do desenvolvimento econômico e turismo e assim foi como secretário de educação revolucionando esse importante segmento oficial. Para onde vai, qual será o seu destino político e público, realmente não se sabe ainda. Mas que seu nome deverá estar, por questão de justiça, entre os que virão para os bons desafios, não tenho dúvida. Anote o nome de Rafael porque vai valer a pena para o futuro de nosso estado.

Luiz Jardim – Empresário decente e de palavra acima de tudo. A tinta deve tê-lo ajudado a colorir a sua própria alma, sua maneira de ser e de tratar a todos. Pense numa pessoa que nos dá prazer e orgulho de dizer “é meu amigo” e estaremos com Luiz Jardim engajado em nossos pensamentos. No mundo de hoje, onde a vaidade entorta homens e mulheres, onde a briga acirrada pelo lucro deixa muita gente com a alma abalada, encontrar com Luiz é muito bom porque toca sua empresa familiar com o mesmo prazer de quando ela foi constituída e trata do negócio como parte importante de sua vida sem, no entanto, deixar-se sucumbir por ela. Luiz Jardim é gente!

PARE PRA PENSAR (do meu livro do mesmo nome)

Quem corre demais sem olhar para os lados não vê a vida passar. Passa pela vida.

ALERTAS DO DIA

  • Nem preciso dizer que o período eleitoral já começou. As desincompatibilizações já ocorreram, já temos um governador por 30 dias – Klever Loureiro, presidente do TJ – e vamos ter outro; tudo indica que Paulo Dantas por mais oito meses se não for reeleito para o cargo. Enfim, um período altamente difícil para todos os atores e inclusive para a grande plateia alagoana de eleitores que não quer ver o cavalo passar selado, mas ser protagonista do espetáculo. Então, mais do que nunca é hora de todos ficarmos alertas em nossos postos.
  • Claro que não estamos falando só do cargo de governador. Estamos todos alertas para o de presidente, senador, de deputados federais e estaduais, enfim para essa quase eleição geral que ocorre de quatro em quatro anos. Mais do que nunca não podemos errar. Ou, pelo menos errar pouco. Estudar candidato a candidato, ver sua vida pregressa, onde ele errou, onde acertou, o que pode fazer pelo nosso estado ou pelo país e olharmos sobretudo a sua decência democrática, algo que anda muito em baixa ultimamente.
  • Um dos principais alertas que precisamos fazer quanto a essa eleição é a necessidade de fugirmos da radicalização ostensiva. Aquela que nos coloca em verdadeiros campos de batalha, que ocasiona convulsões populares e demonstrações de guerra e não de democracia. O respeito que precisamos ter pela opinião de cada qual é sumamente importante para que o processo eleitoral não perca a sua legitimidade, tão importante para o resultado final. Precisamos ser eleitores e fiscais ao mesmo tempo para que a paz seja preservada.
  • E, enfim, existe um alerta que deve ser colocado com muita precisão chamando o eleitor para a questão da compra de votos, o que se constitui em crime e também em grande perigo para uma eleição que deve ser imparcial. A compra de votos não se dá apenas no “toma lá dá cá”, na entrega da moeda pelo voto, mas muito pela entrega moral, pelos compromissos vis, pelas promessas absolutamente escusas que implicam na imoralidade do mandato a ser cumprido ou renovado. Daí a necessidade do alerta e da investigação total.

POR AÍ AFORA

# A Rússia, além de tudo parece ter um governante absolutamente cara de pau e completamente distante das regras internacionais de uma guerra. Quando ele acusa a Ucrânia de montar cenário e de colocar cadáveres nas ruas para mostrar uma situação carnificina ele deve estar completamente louco. Sai dando tiro de tudo que é jeito, lançando morteiros e mísseis absolutamente mortais e acusa o país vítima de seus ataques de montar cenários cinematográficos? Meu “caro” Putin, que tal deixar de lado toda essa guerra sangrenta e se candidatar a diretor de filmes em Holywood? Ou quem sabe usando o seu país como cenário?

#A Procuradoria Nacional da Fazenda na França anunciou que abriu investigação preliminar desde 31 de março por lavagem de dinheiro agravada por sonegação fiscal após a publicação pelo Senado de um relatóriosobre o crescente uso de empresas de consultoria: Estado e sua influência nas políticas públicas”Estou divulgando essa notícia extraída do Le Figaro para lembrar que a presteza com que as coisas acontecem por lá não tem quem evite. Por aqui, o uso de influência agora constatada com a participação dos pastores em decisões do Ministério da Educação deveriam ser investigadas e julgadas com pressa e precisão para evitar danos maiores ao dinheiro do povo.

# Não sou nenhum fã da cantora Anitta no que diz respeito ao seu trabalho como cantora. Não sou nenhum admirador de determinadas coisas que ela faz com o seu próprio corpo. Mas sou, isso sim, reconhecedor do espírito de “marketing”, de empreendedorismo internacional dela, que se fez aparecer nas maiores questões desse aspecto em todo o mundo. Não é de graça que está em primeiro lugar em listas mundiais e que tem seu nome ligado ao diretivo de um grande banco digital. Acho que talvez fosse a hora, até baseada no artigo acima, de Anitta liderar um grande movimento com os jovens pelo seu voto consciente e produtivo. Quem sabe?

# A médica Kateryna Haliant nunca chorou depois de uma consulta. “É porque ninguém nunca me falou sobre o inferno”, diz ela. Esta psicóloga clínica é uma das poucas profissionais que optaram por consultar, gratuitamente e de forma anônima, mulheres que alegam terem sido violadas por soldados russos em territórios que estes ocupavam. Primeiro, de manhã ou à tarde, os soldados verificavam quem morava nas casas. Então eles voltavam à noite, matavam todos os homens da casa, saqueavam o dinheiro e os objetos de valor. Eles comiam e bebiam o que encontravam na casa e, quando estavam bêbados, estupravam meninas e mulheres. Mesmo na presença de crianças”, diz, especificando que em quase todos os casos que conhece…

ATÉ A PRÓXIMA

Amanhã, sábado é dia de “BARTPAPO com Geraldo Câmara”, de volta ao modelo presencial. Na BAND, canal 38.1 aberto e NET, canais 18 e 518, das 9 às 10h da manhã. Assista também pelo Youtube no canal “Programas do Geraldo Câmara”. Fale conosco pelo geraldocamara@gmail.com ou pelo Whats’App 82 99977-4399

Categorias

OUVIDOR GERAL

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s