Ir para conteúdo

coluna BARTPAPO 04-03-2022

Coluna BARTPAPO – Tribuna Independente – 04-03-2022 – Geraldo Câmara

NEM TUDO É GUERRA

A vida é uma preciosidade a que devemos apreciar desde o momento em que comecemos a entender um pouco do mundo que habitamos. Estarmos aqui é algo tão fantástico e generoso que só podemos agradecer ao Ser Maior que nos fez chegar, crescer, pensar, realizar e deixar algum tipo de legado para os que depois de nós virão.

Viver é um aprendizado tão espetacular que, se paramos para pensar, vamos ver que em cada minuto da vida estamos aprendendo algum tipo de coisa e com algum tipo de ser vivo. De ser vivo? Sim. Pare. Olhe em volta e veja como as plantas são um grande ensinamento. Pelas cores diversificadas, pela resistência às intempéries; pela maneira como crescem, algumas dando frutos, outras dando sementes procriativas e tantas outras alimentando outras espécies. Vejam os animais, principalmente os domésticos com quem vocês já lidam. Olhem profundo em seus olhos e entendam que existem mensagens, comunicação, dor, amor, afeto. E os outros que ignoramos, como as formigas nos ensinando a trabalhar em equipe, a organizar exércitos de labor e de produtividade.

Agora, olhem o céu. Essa grandiosidade espantosa que nos coloca em posição de absoluta minoria quando nos espelhamos no número de astros, estrelas, asteroides, planetas como se estivessem a nos dizer que deveríamos nos colocar humildemente em nosso pequeno lugar e agradecer ao Criador por nos manter intatos em meio a tantos obstáculos.

Viver é uma arte. Uma sabedoria que a cada minuto de nossas vidas devemos ir adquirindo, não só com os acertos, mas sobretudo com os nossos erros que são muitos ao longo de nossas vidas. Olhar o próximo não é pieguice religiosa, mas uma necessidade, já que somos uma comunidade imensa, reprodutiva e cíclica. Com nossos exemplos, vamos criando formas, vamos incentivando e estimulando os que nos cercam e aí é onde entra a nossa enorme responsabilidade no viver. Não somos perfeitos e ninguém o é. No entanto, buscar o equilíbrio nos ensinamentos e nos exemplos é uma de nossas mais importantes tarefas para que possamos aprender e ensinar. Ensinar e aprender. Sempre nun ciclo construtivo e numa compreensão de que jamais deixaremos de aprender se assim o quisermos e nunca deixaremos de ensinar se assim nos comprometermos. Ninguém, absolutamente ninguém é tão pobre que não possa dar, nem tão ignorante que não possa ensinar.

O mundo vive mais uma guerra. Infelizmente. O mundo desde que é mundo, sobretudo o inteligente, viveu guerras e mais guerras. Produto da cobiça, da grandeza, da falta de espiritualidade, talvez até da falta de compreensão de mundo que deveria ser o marco fantástico da humanidade. O que falamos acima sobre viver, aprender e ensinar não e uma prática de guerra, mas é uma batalha diária que pode evitar guerras. O mundo busca pela paz e todos se esforçam por isso. No entanto, alguns acham que a paz só virá se existir a guerra. Será?

Talvez, apenas talvez, estejamos precisando olhar à nossa volta e promovermos um outro tipo de guerra. Uma guerra de amor, de condução de povos para os melhores princípios; de entendimento profundo dos diversos sentimentos que fazem o mundo; de promoção da ajuda humanitária em níveis diários e não periódicos. Talvez, apenas talvez, precisemos pensar mais em conjunto na construção de uma paz mínima para que se consiga a paz maior. Porque nem só de guerra vive a humanidade. E nem tudo, mas nem tudo mesmo é guerra.


Leonardo Junior– Esse não deixa ninguém pensar nele de maneira diferente do que a de estar com alguém fantástico como gente, como amigo, como tudo. Leonardo que durante muitos anos foi o presidente do Jaraguá Tênis Clube, era a figura central de fato e de direito porque também era a que mais agregava. Desde os funcionários aos que vinham de fora para organizarem suas famosas festas até o associado do clube que se deliciava, por exemplo, numa famosa e inesquecível “Vermelho e Preto”. Leonardo, amigo do peito, já se mostrou solidário em épocas distintas, em momentos importantes, tristes e alegres. Espero sinceramente que cada um tenha sempre um Júnior em suas vidas. Porque do que mais precisamos em nossas vidas é de gente que saiba exatamente o significado dessa palavra.

Marcos Assunção (Marcão) – O cara é grande mesmo. Grande na altura e grande na figura que nos passa, na beleza de sua alma e de seus sentimentos. Marcão, como é mais conhecido é, com sua Fafá, parte mais do que importante de sua vida, um lutador, um brigador pela cultura, sobretudo pela cultura alagoana. Propõe sempre eventos que enaltecem os cultivadores de cultura em nosso estado, além de costumeiramente trazer também gente ligada à música como é o caso do Altemar Dutra Jr que sempre nos vê por culpa e graça de Marcão. Marcão tem uma grande e preciosa qualidade que é a de estar sempre à disposição de seus amigos, de seu trabalho, de sua família. Marcão é esse grandalhão com mais de um metro e noventa de disposição e entrega.

PARE PRA PENSAR ( do meu livro do mesmo nome)

O ruim não é a falta do carnaval. O que realmente faz falta é a fantasia mental que nos enche a alma de alegria. Mas isso podemos ter todos os dias.

ALERTAS DO DIA

  • Essa guerra que aí está na vida das pessoas, evidentemente vai atordoar a dos brasileiros, de maneira diferenciada, é claro, mas vai. Vamos sofrer os problemas de inflação, de aumento do custo de vida, de uma série de transformações para as quais teremos que ter o máximo cuidado e alerta. Então, o que devemos fazer é cuidar de nossa economia de maneira mais cuidadosa em todos os sentidos. Nos negócios, principalmente vendo onde estamos investindo e como. Em casa, de maneira mais acurada sabendo a hora de comprar isso ou aquilo. Em época de guerra, mesmo não sendo nossa, todo cuidado é pouco.
  • As praias ficaram lotadas durante esse pseudo-carnaval. Os salva-vidas tiveram muito trabalho porque as pessoas são afoitas e não se incomodam de verificar os lugares onde o banho está permitido. O brasileiro, de um modo geral é mal educado para as coisas mais simples da vida, mas que geram perigo. E quando falamos em falta de educação vem à baila a altura do som que é colocado quando as pessoas se juntam em qualquer comemoração. Não se respeita a privacidade dos vizinhos e se esquece que o som atravessa paredes. Alerta, gente, em qualquer ocasião.
  • Com a volta às aulas o trânsito em Maceió está simplesmente insuportável e os motoristas e as motoristas na pressa de deixarem suas crianças nas escolas estão irritados e não prestam atenção em nada cometendo toda espécie de infração. Param seus carros em qualquer lugar, abrem as portas do passageiros para o meio da rua e não querem saber de nada. É evidente que naqueles horários nem só de gente para as escolas estão pelas ruas com seus carros. E cada um tem sua espécie de pressa. Portanto, é preciso que todos, sem exceção saibam por onde andam seus narizes.
  • E por falar em trânsito as ocasiões como a do carnaval que passou merece um cuidado que pouca gente tem em verificar como está o seu veículo para viajar. A questão não está no fato de que o carro é novo, mas se os freios estão bons, se os óleos estão nos níveis corretos; se os pneus já estão calibrados, porque tudo isso ajuda a evitar um acidente nas estradas. Claro, sem contar com a maneira de dirigir com atenção nas placas de velocidade, nos alertas de curvas de tantas outras coisas como o não uso do celular e estar sempre olhando para a estrada e usando com presteza os espelhos retrovisores. Alerta, gente, sempre é bom!

POR AÍ AFORA

# O presidente Putin começou a retirar algumas tropas que estavam fazendo exercícios militares na fronteira ou em uma das fronteiras com a Ucrânia. Sinal de que está atendendo aos apelos da humanidade ou sinal de fraqueza? Isso aí eu escrevi aqui na semana passada certo de que a guerra na Rússia seria apenas uma questão de pressão. Mas nada disso aconteceu em menos de quatro dias os russos já estavam com as tropas em território ucraniano. O que ela vai provocar, até onde ela vai chegar não sou e não somos capazes de avaliar. O que já podemos dizer é que o presidente russo vai muito além do que se imagina e está se mostrando hitleriano em formação.

# Outra nostalgia em minha vida: Em 1974 aconteceu o I Congresso Internacional de Comunicação em Acapulco no México. Fui um dos três convidados especiais do Brasil. Os outros dois foram o conhecido Walter Clark, poderoso da Globo e José de Almeida Castro, o dirigente dos Diários Associados. Um espetáculo de Congresso onde aprendi muito com os papas da comunicação de todo o mundo. Na parte divertida assisti a cinco shows na quarta fila, dentre eles os de Frank Sinatra e Lisa Minelli. A globalização da propaganda começou ali onde se pronunciou o famoso Herman Khan, o teórico do tema “o mundo é uma aldeia global”.

# Voltando à guerra e ainda nostalgicamente, eu era um menino quando aconteceu a II Guerra Mundial. Mesmo assim não deixei de ouvir comentários, de escutar o rádio e junto com meus pais acompanhar a questão que se desenrolava na Europa. Mas o Brasil tinha suas tropas por lá. Das coisas que guardei em minha mente, uma delas foi a passagem de um dirigível igual ao Zepellin e eu, com minha irmã, absorvidos por aquela imagem que víamos através das frestas da janela fechada. A outra foi o uso do gasogênio, dois tubos que eram colocados atrás dos carros e que com carvão os moviam. Retratos da II Guerra Mundial.

# As casas de apostas do mundo inteiro, principalmente as mais famosas situadas em Londres estão em plena ebulição com apostas que envolvem a guerra da Rússia contra a Ucrânia. A maior parte delas envolve uma guerra nuclear que, Deus nos livre de acontecer, mas que é uma hipótese lamentável. A maior parte dessas hipóteses situa-se em uma extensão do conflito para outros países da Europa principalmente os que estão mais próximos de território russo. Temos que pedir a Deus que isso não aconteça porque estaríamos em uma situação muito grave e bem próxima de uma mundial de verdade.

ATÉ A PRÓXIMA

Amanhã, sábado é dia de “BARTPAPO com Geraldo Câmara”, de volta ao modelo presencial. Na BAND, canal 38.1 aberto e NET, canais 18 e 518, das 9 às 10h da manhã. Em Arapiraca, canal 45.1. Assista também pelo Youtube no canal “Programas do Geraldo Câmara”. Fale conosco pelo geraldocamara@gmail.com ou pelo Whats’App 82 99977-4399

Categorias

OUVIDOR GERAL

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s