Ir para conteúdo

Ouvidor Geral 15-11-2021

“Ouvidor Geral” para o jornal Primeira Edição de 15-11-2021 – Geraldo Câmara

“QUANDO O DINHEIRO É PÚBLICO…

o segredo não é a alma do negócio”. Palavras do Ministro-presidente do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux ao encerrar sua fala no último dia do ll Congresso Internacional dos Tribunais de Contas ocorrido de 9 a 12 de novembro na cidade de João Pessoa. Na verdade, foi um final feliz e glorioso para os que lá estavam porque Fux mostrou um profundo conhecimento das atividades dos tribunais, seja o da União como o dos estados e municípios, aprofundando sua fala e demonstrando a verdadeira face que deveria ser a daquelas entidades. Começou por dizer que todos deveriam ser completamente independentes do legislativo para que possam exercer suas funções com total liberdade, o que aliás já vem acontecendo, porém com muita cautela. Afirmou com veemência o quanto os Tribunais de Contas podem fazer e até onde, inclusive, baseados em liminar do próprio STF, provocar bloqueios de bens e de contas, abrir sigilos bancários e outras coisas, até agora parecendo privilégio do judiciário. O ministro enfatizou a importância das investigações, por exemplo da Lava Jato, todas baseadas em informações, fiscalizações e apontamentos, modestamente como este colunista sempre disse: Todas os processos de corrupção sempre começam nos Tribunais de Contas. Enfim, o ministro terminou com a leitura rápida de alguns processos mostrando essa importância e finalizou com a frase que me permito repetir e que denota a imensa necessidade de total transparência na administração pública: “Quando o dinheiro é publico o segredo não é a alma do negócio”.  

 DESTACÔMETRO

                    O destaque vai para o presidente do Tribunal de Contas de Alagoas, Otávio Lessa que recebeu das mãos do conselheiro Ivan Bonilha, presidente do IRB, a condecoração preciosa, Medalha Ruy Barbosa. O fato aconteceu durante a realização do II Congresso Internacional de Tribunais de Contas na cidade de João Pessoa.  

PÍLULAS DO OUVIDOR

Há que se registrar como é organizado, bonito e plástico o Centro Cultural Ariano Suassuna, ao lado do TCE-PB onde aconteceu o evento dos Tribunais de Contas nesta semana que passou. Absolutamente impecável e digno de ser apreciado.

As palestras e os temas que foram oferecidos aos participantes foram de imensa valia para novos conhecimentos e para a discussão de antigos aos quais sempre são colocadas novas e importantes roupagens.

Para este colunista que morou 10 anos na Paraíba é sempre muito bom rever velhos amigos, alguns deles dentro do próprio Tribunal de Contas da Paraíba como os conselheiros Fernando Catão (presidente), Fábio Nogueira  e Arnóbio Viana.

Isto, sem contar as surpresas de rever amigos que não víamos há muito tempo. Um deles, diretor da Escola de Contas daquele TCE, Carlos Aquino, ao me rever contava a todos de quando ele era Secretário de Justiça e eu tinha o programa Almoçando com a Notícia.

O fato que ele relatava era o dia em que eu o desafiei a me deixar fazer o “Almoçando” dentro de um presídio, entrevistando todos inclusive os detentos, comendo a comida de lá, enfim algo inédito para um programa de televisão que, aliás, também fiz uma versão aqui em Maceió.

A partir de fevereiro tomará posse como presidente da ATRICON o conselheiro do Rio Grande do Sul, César Miola, inteligente e competente sobretudo na área da educação. Já conversamos com ele para darmos continuidade aos projetos com a TV Cidadã tão bem iniciados e tocados por Fábio Nogueira.

Foram quatro dias de trabalho intenso, principalmente da nossa equipe da Diretoria de Comunicação do TCE-AL, graças também ao incentivo, ao entendimento, à força do presidente Otávio Lessa, sempre disposto a atender às boas causas.

Preciso, enquanto Diretor de Comunicação e da TV Cidadã do TCE-AL agradecer também a toda a equipe que ficou na retaguarda em Maceió recebendo matérias para as Redes Sociais e reportagens televisivas. Na liderança técnica da TV Cidadã, o dinâmico Sidrack Ferreira.

O sucesso do evento realizado em João Pessoa deve-se sobretudo ao denodo e ao esforço de Fábio Nogueira (foto), presidente da Atricon e de Ivan Bonilha, presidente do IRB que entregam seus mandatos no próximo mês de fevereiro com o dever cumprido.

ABRAÇOS IMPRESSOS

                   Os abraços vão para a equipe da TV Cidadã que estava no Congresso dos TCs   realizando um trabalho de suma importância para a divulgação do evento e marcando história mais uma vez. Na foto, em momento de rara descontração com este colunista, vemos Fábio Novaes, câmera e editor, Juliana dos Anjos, jornalista e apresentadora e Valtenor Leôncio, apresentador e diretor de programação. 

Categorias

OUVIDOR GERAL

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s