Ir para conteúdo

Ouvidor Geral 27-09-2021

“Ouvidor Geral” para o jornal Primeira Edição de 27-09-2021 – Geraldo Câmara

 ALEGRIA E TRISTEZA

                  São Paulo foi uma espécie de mãe profissional. Foi lá onde eu cursei Comunicação na famosa ESPM e foi lá que tive as melhores experiências de minha vida como publicitário trabalhando em agências do porte de uma Alcântara Machado, ganhando prêmios de todos os tipos. São Paulo me ensinou o cosmopolitanismo apesar de eu ter nascido e sido criado em outra fantástica cidade que é o Rio de Janeiro, onde iniciei em televisão na pioneira TV Rio e continuando em São Paulo em emissoras como Tupi e Record. Esqueçam minhas reminiscências e vamos ao São Paulo de hoje, incrível, cada vez mais remoçada, cada vez mais moderna, com metrô sem direção humana, totalmente automatizado, com avenidas largas e o trânsito correndo. Uma São Paulo onde as alegrias se encontram em cada esquina e as tristezas também, já que as classes menos favorecidas ainda ocupam os viadutos e deles fazem suas moradias. Problema de todas as cidades grandes, mas que nos mostram como os governantes desse país são completamente sem noção e ainda não entenderam que o crescimento físico precisa vir acompanhado do social sob todos os aspectos. São Paulo não escapou disso, até porque o mal é nacional. Fazer discursos na ONU é muito bonitinho. Abrir as sessões anualmente, mais ainda. Só falta que o presidente, não só em relação a São Paulo, mas ao Brasil, passe a falar a verdade, passe a assumir seus erros e quem sabe, passe a governar ao invés de brincar de ditador nos bastidores e nas vitrines internacionais. Por isso o título desse artigo. São Paulo é meu símbolo de trabalho, meu amor profissional. Mas não o quero ver destruído pela incapacidade dos que se julgam acima do bem e do mal. Alegria e tristeza, infelizente, sim.

DESTACÔMETRO

                   O destaque vai para meu filho, Carlos Eduardo, que atua na área de imóveis em São Paulo e minha nora, Mônica, da área de saúde. Com eles ficamos durante todo o tempo de nossas férias, aqui nesta cidade que já foi minha também.

PÍLULAS DO OUVIDOR

E em alusão a Semana Nacional de Trânsito, a Equatorial chama atenção da sociedade alagoana para a quantidade de acidentes envolvendo postes da rede elétrica, bem como as principais consequências oriundas dessas ocorrências.

Palmas para o prefeito JHC que vem pensando na população de Maceió e envia uma lei para a Câmara de Vereadores que zera o ISS das empresas de ônibus, obrigando-as a não aumentarem as tarifas e com isso realmente fazendo o social.

Você é capaz de dizer o que vai acontecer com as eleições do próximo ano? Do jeito que as coisas estão caminhando nesse Brasil de meu Deus, será que é possível avaliar se o presidente continua ou se vem surpresa por aí?

Nunca em tempo algum e sou testemunha de muitos episódios de nossa história tivemos tantas interrogações em termos de futuro eleitoral. As cosas debandaram de tal maneira que é impossível uma avaliação mais profunda de qualquer situação.

Você sabe o que é pastel de vento? Aquele bojudo que tem o molho no fundo e quando você dá a primeira mordida tem que tomar cuidado para não se queimar? Adoro. E em São Paulo há mais de meio século como os pastezões com um tremendo caldo de cana. Ahhhhhh…..

Que vexame o Brasil fez nas Nações Unidas. Deixemos a política de lado, até porque sou absolutamente neutro, mas imaginemos o monte de besteiras que foram ditas naquele palanque por um presidente do Brasil. Fosse quem fosse, foi terrível.

Vacinados ou não foi tudo errado. Uma sequência de fatos que não combinavam com a diplomacia internacional. A prova está que o Ministro da Saúde ficou lá em quarentena de 14 dias e o filho do presidente pegou Covid com ele. Não sei se choramos ou se rimos.

Vocês que vão sempre a São Paulo conhecem a Feijoada do Bolinha? É sensacional há muitos e muitos anos. Tão frequentada aos sábados que você fica esperando lugar por umas duas horas. Beliscando e bebendo do que há de bom e de melhor.

   

Que enorme prazer tive em conhecer esse cara aí ao meu lado, titular da Solution, uma empresa distribuidora de cachaças de todo o país. Ilan Oliveira (foto) foi um grande anfitrião para que eu degustasse as melhores cachaças do Brasil. Aguardem o Ilan no Bartpapo com Geraldo Câmara.

ABRAÇOS IMPRESSOS

               Os abraços impressos vão para outra figura genial que me recebeu em seu Atelier Travessia, em São Paulo com um show de arquitetura, de “stand ups” e dele próprio, virtuose no violão, na poesia e na música em geral. Obrigado, Cacau do Brasil. Na foto, comigo e com meu neto, Christopher Carijó, bartender, “stand up” e nosso guia para tudo.

Categorias

OUVIDOR GERAL

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s