Ir para conteúdo

coluna BARTPAPO

Coluna BARTPAPO com Geraldo Câmara -Tribuna Independente -30-07-2021

  A BANALIZAÇÃO DA VIDA

               Ou será da morte? Não sei, mas sei que é difícil acreditar que pessoas estão cada vez mais desacreditando na vida, não dando a menor importância para o que sempre foi ato final, indesejado e não se impressionando com o que vem acontecendo.

               Pessoas estão morrendo todos os dias de morte natural ou pandêmica, ou de coração, câncer, enfim, o que é absolutamente natural porque a vida foi criada por Deus para ser um ciclo, uma volta completa com maior ou menor duração. No entanto, hoje muita gente está encarando a morte quase que com desprezo. Está olhando o fim do outro como quem assiste o final de um filme. Isto sem contar com o hábito – que horrível! – de matar ainda que não por dolo, mas por completo desprezo àquilo que leva a matar.

               Exemplo disto é o que vimos acontecer semana passada quando um louco, um bêbado ou sei lá que nome se possa dar atravessa com seu possante carro a Avenida Fernandes Lima, passa para a contra-mão e sem medir velocidade acaba por esmagar quatro motos e a matar dois de seus ocupantes. Ah, mas ele não fez de propósito! Não fez com o propósito, mas começou por se propor a encontrar a morte dos outros, quando bebeu bastante e se expôs a dirigir sem dó nem piedade, sem nexo, sem noção, sem ter previsto que sua atitude poderia levar ao que levou. Haverão de dizer que foi um acidente e que acidentes acontecem. Não foi porque o ato de dirigir estando bêbado por si só já se constitui em ato falho e criminoso, portanto deixando claro que o dito motorista sabia e por diversos exemplos mostrados todos os dias que poderia matar, sim. Isso é “culposo”? Ou de fato é doloso? A nós nos parece que o duplo assassinato está configurado.

               Deixemos de lado este caso e busquemos a banalização em tantos outros episódios de vida e morte que acontecem diuturnamente. Ainda esta semana, um ex-marido irritado por não aceitar a separação da jovem esposa a mata e suicida em seguida. Banalizou a vida dela e a própria. Casos como este estão nos jornais diuturnamente. Suicídios aos montes, assassinatos por causas banais também.

              Resta-nos lamentar. E muito! Mas reconhecer que a vida ou a morte, não sei, estão completamente banalizadas. Que pena! A vida é linda e saber vivê-la é uma das melhores virtudes deste mundo de meu Deus.

ALERTAS DO DIA

  • Começa a abertura em muitos pontos do país, inclusive em Alagoas. Cabe a cada cidadão conviver com a nova fase da pandemia usando o bom senso. Abertura é um passo que não queremos que dê pra trás. Portanto, calma, gente!
  • E a propósito estamos entrando na faixa de vacinação dos 29 anos. A coisa está andando e este público, um pouco rebelde, depois de vacinado há que também se expor um pouco menos.
  • E só para lembrar o que falei semana passada. Em muitas cidades do interior as pessoas estão fugindo da vacinação. Isto não é bom e precisa ser avaliado.

PARE PRA PENSAR  (do meu livro do mesmo nome).

     Se cada dia é um dia não perca nenhum de vista para viver bem todos os dias.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s