Ouvidor Geral 17-09-2018

A  NOSSA FÓRMULA DA EMPREGABILIDADE

Num país de grandes extensões territoriais como o Brasil e com uma demografia absolutamente variada dependendo da região, a empregabilidade torna-se cada vez mais difícil de ser administrada se os parâmetros atuais forem mantidos. Até porque nos mais de cinco mil municípios a grande maioria deles não tem atividade econômica suficiente para manter as famílias sem que haja a migração para centros maiores e mais produtivos. O que, sem dúvida alguma gera uma concentração que incha as cidades receptivas. Quem assiste aos debates verifica que nenhum dos candidatos presidenciáveis apresenta fórmulas capazes de resolver o problema de desemprego, hoje chegando à casa dos 14 milhões, sem contar que existem pessoas totalmente inativas e que poderiam estar ativas contribuindo para uma mudança na economia do país. Nossa fórmula assusta pela simplicidade porque busca no povo, de um modo geral, a produtividade que o Brasil precisa para mudar totalmente sua situação atual sem depender de investimentos externos ou de implantação de grandes indústrias que, diga-se de passagem, empregam muito pouco diante da necessidade da população brasileira. Vamos à ela. Primeiro, o governo federal com a participação dos estados e dos municípios traçará um mapa vocacional de todo o país para que fiquem definidas as áreas mais factíveis de implantação. Após é criado um grande organismo nacional que será o responsável pelo estímulo, orientação, fiscalização e impulso do sistema cooperativista e associativista em todos os rincões do país proporcionando capacitação e qualificação para produção, aperfeiçoamento de produtos e serviços, além de em determinados casos toda a questão de distribuição e logística. Este organismo a que nos referimos será assessorado pelos estados e municípios que estarão também envolvidos na maximização do projeto. Para que se tenha uma noção da grandiosidade e da rapidez de sua implantação o trabalho será feito com base no mapa vocacional que definirá para cada local que tipo ou tipos de negócios poderão ser desenvolvidos em coletividade. Com isso cria-se um imenso sistema que obviamente só poderia ser detalhado na elaboração de um também grande e objetivo plano de trabalho. Na certeza de que todos os municípios do país poderão ser envolvidos e para os quais o projeto ganha um sonho, sem utopia, que é o da fixação das famílias aos seus lugares de origem. Como observação final, independente de ser um plano nacional, o projeto pode também ser considerado para cada uma das administrações estaduais. Coragem e vontade política é o que falta.

DESTACÔMETRO

DIÓGENES TENÓRIO 2

O destaque vai para o advogado e procurador geral da Assembléia Legislativa, Diógenes Tenório por sua decência e dignidade no trato da coisa pública. Uma figura ímpar.

 PÍLULAS DO OUVIDOR

Meus sinceros sentimentos à família do vereador Sivanio Barbosa, vilmente assassinado há quinze dias atrás. Ele era uma figura cativante, um bom amigo e um vereador profundamente atuante buscando o melhor para o seu Benedito Bentes.

Minha amiga Gigi Acioly, colunista deste jornal, foi agraciada através do também jornalista André Fon com o Prêmio Top Alagoas. Muito merecido porque Gigi é uma das mais atuantes da nossa Alagoas.

Hoje, 17 de setembro, completo com muitos agradecimentos a Deus, meus oitenta anos. O fim de semana foi no Recife onde meus filhos me homenagearam, quase todos reunidos em almoço num sábado de muita emoção.

Ainda comemorando a data, no próximo dia 24 estarei viajando com Vanessa, meu filho João Marcelo, sua namorada e os pais dela para a Europa a partir da Alemanha e correndo pelos países vizinhos. Muita notícia para o Ouvidor Geral.

Pelo motivo acima não vou votar no primeiro turno das eleições e, apesar de a idade me permitir que não o faça não fico satisfeito. No segundo turno estarei democraticamente fazendo uso do meu voto.

Esperando e torcendo também para que o clima eleitoral na prática e nas ruas siga um sistema de respeito entre candidatos e sobretudo entre eleitores já que alguns são bastante acirrados nas suas opiniões e ações.

A propósito de eleições, com a desistência do Senador Collor, a continuação do governo de Renan Filho é absolutamente garantida salvo surpresa inimaginável. O que já estava configurado como um passeio passa a ser uma simples caminhada.

No âmbito nacional a coisa é bem diferente já que os candidatos além de Bolsonaro estão totalmente embolados para a definição de um segundo turno. Nunca houve uma indefinição tão grande nesse aspecto. Sem previsão.

Na Campanha Nacional de Vacinação 25 municípios de Alagoas não atingiram a meta de vacinar pelo menos 95% das crianças de um a menos de cinco anos contra o sarampo e a poliomielite. Faltou trabalho ou foi displicência mesmo?

VALENTIM

O português Valentim Ribeiro (foto) mais uma vez demonstra seu amor pelas Alagoas realizando mais uma edição de noite Luso-Brasileira, desta feita com a entrega do  Troféu Amália Rodrigues. Dia 11 de outubro no Hotel Premier, antigo Radisson. Orgulho-me de ser um dos premiados.

 ABRAÇOS IMPRESSOS

mulheres jorn 2

Realizei um “Almoçando com a Notícia” só com mulheres jornalistas e foi um enorme sucesso. Um beijo para cada uma delas: Sílvia Falcão, Elisana Tenório, Adelaide Nogueira, Naara Normande e Porllane Santos. O cara do meio é o designer gráfico Marcelo Câmara, produtor do programa e meu filho caçula. Aniversariante de ontem, 16-09.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s