Ser Marqueteiro é bom?

Outro dia escutei de uma pessoa o termo “Marqueteiro” e logo em seguida de que eu não era do tipo contratado por políticos. Achei interessante o adendo, pois era um elogio usando um termo comum seguido de uma explicação da minha conduta moral. Só aí percebi a precarização do termo na mídia ligando os profissionais das campanhas políticas e suas tramoias com políticos que transformou o termo em algo pejorativo, corruptíveis. Nota-se que a maioria na verdade são donos de agência de publicidade, Publicitários, mas o sufixo “eiro” é que dá o tom que remete a termos chulos, então melhor chamar de Marqueteiro pra dar mais impacto.

Antes disso era alcunha para criativos, solucionadores e transformadores de resultados. Dos famosos e midas da comunicação. Na academia se reconhece o profissional de marketing como Mercadólogo. Apesar do título coerente, você não vai ver esse termo ser usado além dos “TCCs” ou das revistas especializadas, daquelas com fotos de pessoas em ternos, braços cruzados de frente a um banner ou a empresa ao fundo.

Apesar de ter pós-graduação na área, nunca me chamaram de Mercadólogo e das vezes em que fui chamado de Marqueteiro isso sempre esteve relacionado positivamente. Se até Kotler (um dos Papas do marketing) usa o termo, ou pelo menos, seus tradutores usem, espero que essa ideia ruim que paira sobre o profissional não cristalize.

382dafa

 

CAETANO FREGAPANE

Marketing na SOCELME – Eletro Metalúrgica

Recife, Pernambuco, Brasil

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s