Ir para conteúdo

coluna BARTPAPO

Coluna BARTPAPO com Geraldo Câmara -Tribuna Independente–0107-2022

ASSÉDIO. UM CRIME CONTRA O AMOR.

Assunto dificílimo a ser abordado nos dias de hoje sem que nos exponhamos a críticas duras ou até mesmo a acusações absurdas e infundadas. Que o mundo está mudando não existe dúvida alguma sobre isso. Que os costumes estão em evolução frequente e os modos e sistemas educacionais também o estão parece que concordamos. No entanto, nessa mudança de hábitos e de costumes entram também para serem analisadas as maneiras com que nos comunicamos uns com os outros dentro da sociedade. Porque esta mesma sociedade da qual falamos vem obrigando mudanças frequentes baseadas em fatos, sim, mas também em criações psicológicas altamente perigosas para o cérebro do ser humano.

Não sou psicólogo e nem tenho formação para tal, mas sou ser humano que vive há muitos neste mundo e que pode ser dar ao desplante de fazer colocações, comparações e outros mais baseado no mais importante conhecimento que é o da própria vida. E é com isto que, vejo o crescimento do crime de assédio, terrível quando o é e forjado quando a intenção muda. Se não, voltemos ao passado e veremos que homens e mulheres se aproximavam com respeito, isto é verdade, muitas vezes dentro do ambiente de trabalho porque por lá andavam um terço de suas vidas. E por lá se conheciam e se cortejavam sem que mal nenhum adviesse disto. Era o que chamaríamos de “paquera”, de charme para o início de um namoro, de um noivado e até de um casamento. Os tempos mudaram, os safados de plantão existem e algumas mulheres mais modernas também deixaram de lado a famosa santa ingenuidade de outrora e passaram a viver tempos e costumes mais modernos.

De repente também a mudança deu margem a exageros, à falta de escrúpulos, à falta de respeito para com o ser humano e as pessoas que saíram da ingenuidade da paquera e começaram a atentar contra o pudor de maneira mais explícita. O fato é que, com o passar dos tempos tudo passou a ser visto como atos vandálicos contra a pessoa física, homens mais violentos nos seus intentos e da simples paquera para os desejos do libido foi um passo.

Os crimes começaram a acontecer e as violências domésticas e fora do lar também surgiram no noticiário policial fazendo com que a criminalização do romance virasse o que se chama hoje de feminicídio, um termo que, a alguns anos atrás, não existia em nossos dicionários. É bom alertar que nessa área o contrário também acontece e existem mulheres que também praticam seus homicídios por motivos passionais.

Bem, o fato é que e esse é o tema deste artigo, a banalização do romance, do amor, da paquera gostosa que era conseguir marcar um encontro, onde dar as mãos era um grande passo e um beijinho no rosto um passo enorme; onde encontrar no cinema e roubar um beijo ou mais ainda, tudo fazia parte de um panorama sadio e necessário para que os casais se conhecessem e partissem para a construção da família. Claro que também existiam os amores furtivos, os crimes passionais que quando aconteciam enchiam as primeiras páginas de jornais. Mas, aí está o problema, nem tudo era assédio, nem tudo era crime. Não defendo nem por um minuto o uso de autoridade, de posição social para conquistas fúteis ou para assédios indesejáveis; o que defendo é a volta à simplicidade da aproximação, ao não precisar ter medo de cortejar ou ser cortejado e com isto ser confundido com um criminoso. Este tipo de crime existe? Aos montes. Este tipo de homens e de mulheres também existem? Claro que sim. Mas o amor, ah, o amor, ele não pode morrer! O romantismo precisa estar presente na vida das pessoas e a falta dele cria o desamor, a falta de escrúpulos e tudo o mais, inclusive o estúpido e criminoso assédio sexual. Que existe, sim. E que, confundido às vezes, real em muitas outras, vai cada vez mais permitindo que a frieza tome conta das pessoas, as afaste e cada vez mais vá construindo a sociedade do desamor. Que pena!

Fátima Canuto – Fátima não é deputada atoa. Não foi sem esforço e sem muito trabalho voluntário que chegou lá. Toda uma vida para fazer o bem continua querendo armas para continuar o bem que começou com a Rede Feminina de Combate ao Câncer onde deu seu sangue, ajudada por amigas da maior qualidade, para que aquele projeto sempre desse bons resultados. E dá. Agora, Fátima já vai para seu segundo mandato como deputada e procurando também espalhar bons atos por aí afora. Ao lado do marido, o médico Renato Rezende, outra grande figura e do filho Renatinho, prefeito do Pilar, a deputada vai plantando seu destino que, dentro dos parâmetros parlamentares é buscar cada vez mais o bem estar da sociedade.

Arnóbio Cavalcanti –Trabalhamos juntos por diversas vezes e por tantas vezes nos entendemos muito bem. Arnóbio é um cara simples que se dá bem com todo mundo, mas que toca suas missões com muita dedicação e profissionalismo. Um economista de mancheia que vai além porque não para de estudar os problemas que dizem respeito sobretudo ao estado de Alagoas. A não ser, é claro, quando sai para uma “peladinha” aos domingos de manhã cercado de amigos e de uma boa cervejinha. Arnóbio é aquele tipo que chamamos de “boa praça”. E, se em descanso o é, em trabalho também, só que com a visão correta da produtividade.

PARE PRA PENSAR (do meu livro do mesmo nome)

A autoanálise demonstra a si próprio a preocupação em acertar a cada passo da vida.

ALERTAS DO DIA

  • Vai começar pra valer a campanha eleitoral em que se elegem presidente, governadores, senadores, deputados federais e estaduais. Vai começar, na verdade, um período muito difícil onde as brigas serão explícitas, onde os desaforos e agressões estarão presentes em nome da democracia e onde todos brigam por um pedaço de chão que, pelos trâmites legais nunca é compensatório. Por outros não sei nem quero saber. Mas, quanto custa eleger um deputado federal? Falam em 10 milhões. E quanto ele ganha legalmente em quatro anos? Hein?
  • Definitivamente o PIX entrou na moda e na vida do brasileiro comum que usa a expressão hoje com naturalidade. “Me dê seu PIX” hoje é ouvido em todos os cantos e pouca gente ainda fala em transferência, número de sua conta e etc e tal. No entanto, ainda é preciso tomar muito cuidado porque os ladrões e golpistas de plantão ainda estão dando as cartas por aí. Não sei exatamente como funcionam, mas já soube de casos, sim. Então, como tudo novo ainda tem partes desconhecidas não custa estar sempre de alerta.
  • É fácil falar das coisas sem saber. Mas também é fácil não ensinar, não esclarecer. No caso que quero falar é da famosa frase de que a justiça é lenta e é mesmo. Tudo é vagaroso, os processos dormitam, alguns em berço esplêndido e o usuário comum não sabe o porque. O alerta não é um pedido de cuidado, mas é um pedido para que os magistrados instruam a sociedade em relação ao uso da justiça e que os mostrem os motivos pelos quais em determinados momentos a justiça é lenta. Caso contrário, será sempre uma acusação.
  • Alerta, concurseiros! O Tribunal de Contas de Alagoas abrirá concurso para a ocupação de 32 vagas para ocuparem os cargos de agentes de controle externo, com formação nas áreas de administração, ciências contábeis, tecnologia da informação, direito, engenharia civil, engenharia ambiental. O detalhamento das informações por cargo, como número de vagas, requisitos mínimos, classe de ingresso e remuneração estarão discriminados no edital do concurso. Muito importante este evento para o TCE-AL. E para a sociedade, claro!

POR AÍ AFORA

# Para os que pretendem viajar para a Europa recomendo uma voltinha pela Alemanha, principalmente em um passeio sensacional que é feito em um navio de rio, altamente luxuoso, pelos rios Reno e Mosel. O Mosel, onde a maior parte do passeio acontece deságua no Reno e nessa foz você já se deslumbra com a paisagem. Depois sobe o Mosel onde as margens são todas da agricultura do vinho e vai vivendo as emoções de cruzar por nove eclusas, que são a tecnologia antiga de fazer com que os navios possam mudar seu curso na dependência das águas. Sensacional!

#Portugal está cada vez mais virando ponto de fuga de brasileiros que para lá estão se mudando. Muita gente, principalmente do nordeste está na proposta de mudar completamente de vida e ir para lá. Eu mesmo conheço muitos que já foram. Inclusive o nosso amigo, ex-Caixa Econômica, Geraldo Nunes que fez um “tour” por toda a Europa e baixou em Lisboa onde já está montando residência. No entanto, dizem que os velhos hábitos de inflacionar tudo já começaram e por lá os preços estão subindo assustadoramente. Se for assim, será que vale a pena?

# Ao derrubar a famosa decisão “Roe vs. Wade” de 1973, que estabeleceu o direito federal ao aborto, e ao devolver aos estados o poder de decidir sobre essa dolorosa questão, os ministros da Suprema Corte americana de 2022 tomaram, por 6 votos, a 3, uma decisão histórica. Opondo aqueles que se alegram com uma “vitória vitalícia” contra aqueles que querem defender a liberdade das mulheres de “controlar seus corpos”, ela destruirá a América e será uma questão central na batalha eleitoral de meio de mandato.

ATÉ A PRÓXIMA

Amanhã, sábado é dia de “BARTPAPO com Geraldo Câmara”, de volta ao modelo presencial. Na BAND, canal 38.1 aberto e NET, canais 18 e 518, das 9 às 10h da manhã. Assista também pelo Youtube no canal “Programas do Geraldo Câmara”. Fale conosco pelo geraldocamara@gmail.com ou pelo Whats’App 82 99977-4399

Categorias

OUVIDOR GERAL

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s