Ir para conteúdo

Ouvidor Geral 05-10-2020

MEU NOME É MULHER

           Foi uma que me gerou. Com a imensurável ajuda de meu pai, claro!  Mas ela aguentou meus pontapés, minha ingratidão, durante nove meses. Eu a fiz sorrir de felicidade durante este tempo, mas também a fiz sofrer, sentir dores, chorar por mim. Foi ela a primeira mulher que literalmente eu conheci por dentro. E então eu saí, Me libertei. Ganhei a vida. Voei. Aprendi a entender que elas, as mulheres, são totalmente diferentes umas das outras mas tiveram essa missão sagrada de nos dar a luz, de nos colocar no mundo. E aí  isto nunca pode ser esquecido porque o tempo que passamos naquele sacrossanto templo, seu ventre, deveria nos ter amadurecido para o respeito e para o amor para com esse ser magnífico chamado mulher. E que deveria ser intocável. Nunca maltratada, nunca jogada de andares de edifícios, nunca levada aos planos de Deus pela arrogância do homem, quer por ciúmes quer por amor cantado, mas suficientemente falso para lançar sobre a mulher os seus recalques, os seus fracassos. Claro que me lembro daquela mulher que me amou ainda em seu ventre e que enquanto pôde me ensinava que em uma igual não se bate nem com uma flor. Acho que esses ensinamentos não encontraram eco em muitos homens por aí a fora porque vemos a cada dia a violência contra elas crescer assustadoramente. Talvez esses homens não tenham guardado em seus corações a afetividade e o amor que receberam, como eu, daquela mulher que os amamentou e os criou. Claro que existem mulheres que fogem à regra, mas confesso que, na defesa dos direitos da mulher todos os homens, dos normais aos monstros que surgem nas histórias do crime, todos deveriam gritar aos quatro cantos: “Perdão! Meu nome é mulher”. 

DESTACÔMETRO

              O destaque vai para o competente Fábio Guedes, até agora como presidente da FAPEAL e vice- presidente de todas as FAPs e agora guindado a Secretário de Estado da Educação. Acreditamos muito na administração de Fábio que também é professor universitário.  

PÍLULAS DO OUVIDOR

Começou o outubro rosa, o mês dedicado à prevenção ao câncer de mama, o que realmente precisa ser feito de maneira sistemática pelas mulheres. A Rede Feminina de Combate ao Câncer é uma das instituições que trabalham a prevenção.

E por falar na Rede temos que tirar o chapéu para essas mulheres profundamente dedicadas e que entregam parte do seu tempo ao trabalho vigoroso e competente. À frente, Maria Helena Russo Lessa com imensa garra e força de vontade.

Coisa curiosa e que nunca é observada é que existe também o câncer de mama masculino. Bem mais raro, mas existe. Só não sei como é feita a prevenção e verificação e se os homens também podem fazer mamografia. Fica a pergunta.

A criminalização nos maus tratos aos animais finalmente virou lei e leva à prisão aqueles que forem flagrados ou apontados por agressões aos animais e também por abandono. As penas vão de dois a cinco anos de prisão.

Coisa que está deixando o povo do sul e sudeste em sinal de alerta é o enorme calor que está acontecendo na região. Nem seria para tanto espanto já que eu, por exemplo, como carioca sou do tempo do Rio 40º que até virou filme.

Os psicólogos e psiquiatras de plantão devem estar alvoroçados com a situação de vários casais que não estão suportando a pressão da vida em comum na pandemia tendo que conviver com a quarentena. Coisa de doido!

No entanto, quando as becas são pensantes e relevantes levam o problema com tranqüilidade quando têm filhos podem até mudar os ritmos de suas vidas fazendo exatamente o que não faziam antes que é exatamente o convívio familiar.

As eleições estão chegando, os candidatos estão nas ruas tentando colocar seus nomes para o sufrágio popular. Pensávamos que iam mudar muito as estratégias de abordagem do eleitor, mas tudo continua exatamente como antes.

Apesar da internet, das Redes Sociais que já demonstraram serem fortes para o candidatos de qualquer categoria, o contato pessoal  ainda leva a captação de muitos votos  do eleitor que quer ver seu candidato de perto.   

  

Flávio Gomes de Barros (foto) é procurador do estado, jornalista e na década de 90 foi vereador e secretário de comunicação do governo Mano. Além da ótima pessoa que é, meu amigo Flávio jorra competência no que faz. Pode voltar a ser vereador.

ABRAÇOS IMPRESSOS

            Os abraços impressos vão para uma certeza. A de que, por onde passa, a engenheira Rosa Tenório deixa a sua marca. Agora, candidata que foi à primeira mulher presidente do CREA-AL, Rosa venceu e vai mostrar toda a sua garra a favor da instituição de classe.

Categorias

OUVIDOR GERAL

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s