Ouvidor Geral 25-11-2019

 ÍDOLOS QUE FICAM

                   Um deles, sem dúvida, este jovem apresentador de 60 anos, este engraçado e dinâmico homem de comunicação que, um dia, sem ter medo de enfrentar o grande mito que era Sílvio Santos, postou-se à sua frente e se fez aparecer conquistando a sua confianç; inicialmente dando idéias para o programa vitorioso e depois gradativamente conquistando espaços como apresentador até chegar ao auge que chegou. Sempre se renovando Gugu Liberato estava apresentando um dos mais ousados esquemas de concursos musicais do mundo na TV Record, com 100 jurados a julgarem cantores e cantoras de alta qualidade. Gugu nunca caiu no prestígio de seus fãs. Mas foi exatamente uma queda de quatro metros de altura que o fez acabar da noite para o dia com essa carreira fantástica e deixar órfãos milhões de admiradores em todo o mundo. Esse, feliz ou infelizmente é o retrato da vida. Curta ou longa, por mais indesejada que seja a morte chega e sempre nos surpreende. Gugu vai deixar saudades, sobretudo pelo seu lado ingênuo e infantil que nos passava sempre com suas músicas simples, mas incrivelmente comunicativas. A televisão perde, o público perde, seus amigos perdem, sua família, todos perdem com a ausência definitiva de um dos maiores apresentadores de TV deste país. Que pena! Estamos todos de luto.

DESTACÔMETRO

EDMILSON 2 RIBEIRO

O destaque vai para o presidente do SINCOR Alagoas, Edmilson Ribeiro que vai enfrentar uma grande luta em favor da categoria que foi desregulamentada por MP da presidência da república. Fora a abolição do DPVAT.

PÍLULAS DO OUVIDOR

Falar em seguros vamos ver no que vão dar essas duas medidas do governo federal que ainda não dá para entender. O DPVAT extinto vai causar enormes problemas incluindo a falta de dinheiro para a emissão de documentos pelo DETRAN.

Por outro lado, quem vai pagar a conta dos acidentes ocorridos? O INSS? Isto deve ser uma grande piada. E a profissão do corretor de seguros que também foi desregulamentada? É reforma ou destruição?

Associados que somos há muitos anos, desde a gestão do saudoso jornalista José Otávio Rocha, vimos acompanhando a ABRAJET – Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo Secção Alagoas.

Sempre participando de reuniões e presentes aos atos mais significativos incluindo a longa gestão de Flávio Gomes de Barros que, desde a ausência de José Otávio vem comandando a ABRAJET com grandes dificuldades.

Instado agora para compormos uma chapa e concorrermos à Presidência daquela entidade aceitamos o desafio e fomos eleitos por aclamação no último dia 19 cercado de bons companheiros que desejam o fortalecimento da ABRAJET.

Os que me conhecem sabem que não aceitaríamos desafios se não víssemos as possibilidades de realizações e de fazer com que a ABRAJET possa vir a contribuir de maneira eficaz para o desenvolvimento cada vez maior do turismo alagoano.

Por isto, digo não só aos companheiros de diretoria, mas sobretudo ao mundo do turismo, seja o institucional, seja o do “trade”, de que estaremos de braços abertos para nos incorporarmos às discussões e aos planejamentos de todo o  tempo.

Iremos em busca de alguns elementos importantes para que o nosso trabalho seja bem realizado e um deles é a oxigenação da entidade com a entrada de novos associados, a busca pela sede própria e o assento como dantes nos fóruns de debates.

Tudo isto, deixando claro, que nada tem a ver com nossa atual posição funcional de diretor de comunicação do Tribunal de Contas, cargo que exercemos e continuaremos a exercer enquanto tivermos a confiança de nosso presidente, Otávio Lessa.

GERALDO E MOZART   

Após a eleição para a nova diretoria da ABRAJET – Associação Brasileira de Jornalista de Turismo AL, este colunista, novo presidente da entidade ao lado de Mozart Luna (foto) eleito vice-presidente administrativo e que será uma das peças-chave e um dos braços direito da nossa administração.

ABRAÇOS IMPRESSOS

GEOBERTO E.S.

Os abraços impressos vão para o engenheiro “expert” em energia, Geoberto Espírito Santo que no próximo dia 04 de dezembro estará proferindo palestra no 5o Congresso de Engenharia das Alagoas. Tema: A “tempestade perfeita” para a “destruição criativa” do setor elétrico. No auditório do CREA.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s