Ouvidor Geral 26-11-2018

A  NOSSA FÓRMULA DA EMPREGABILIDADE

                             Num país de grandes extensões territoriais como o Brasil e com uma demografia absolutamente variada dependendo da região, a empregabilidade torna-se cada vez mais difícil de ser administrada se os parâmetros atuais forem mantidos. Até porque nos mais de cinco mil municípios a grande maioria deles não tem atividade econômica suficiente para manter as famílias sem que haja a migração para centros maiores e mais produtivos. O que, sem dúvida alguma gera uma concentração que incha as cidades receptivas.

Quem assistiu aos debates durante a campanha presidencial verificou que nenhum dos candidatos apresentou fórmulas capazes de resolver o problema de desemprego, hoje chegando à casa dos 14 milhões, sem contar que existem pessoas totalmente inativas e que poderiam estar ativas contribuindo para uma mudança na economia do país.

Nossa fórmula assusta pela simplicidade porque busca no povo, de um modo geral, a produtividade que o Brasil precisa para mudar totalmente sua situação atual sem depender de investimentos externos ou de implantação de grandes indústrias que, diga-se de passagem, empregam muito pouco diante da necessidade da população brasileira.

Vamos à ela: Primeiro, o governo federal com a participação dos estados e dos municípios traçará um mapa vocacional de todo o país para que fiquem definidas as áreas mais factíveis de implantação. Após é criado um grande organismo nacional que será o responsável pelo estímulo, orientação, fiscalização e impulso do sistema cooperativista e associativista em todos os rincões do país proporcionando capacitação e qualificação para produção, aperfeiçoamento de produtos e serviços, além de em determinados casos toda a questão de distribuição e logística.

Este organismo a que nos referimos será assessorado pelos estados e municípios que estarão também envolvidos na maximização do projeto. Para que se tenha uma noção da grandiosidade e da rapidez de sua implantação o trabalho será feito com base no mapa vocacional que definirá para cada local que tipo ou tipos de negócios poderão ser desenvolvidos em coletividade. Com isso cria-se um imenso sistema que obviamente só poderia ser detalhado na elaboração de um também grande e objetivo plano de trabalho.

Na certeza de que todos os municípios do país poderão ser envolvidos e para os quais o projeto ganha um sonho, sem utopia, que é o da fixação das famílias aos seus lugares de origem.

Como observação final, independente de ser um plano nacional, o projeto pode também ser considerado para cada uma das administrações estaduais. Coragem e vontade política é o que falta.

DESTACÔMETRO

SANDRA ZIMPEL

O destaque vai para a educadora Sandra Zimpel que exerce a importante função de Coordenadora de Extensão do Cesmac. Sua competência ficou bem exposta quando falou por duas vezes no nosso Almoçando com a Notícia.

PÍLULAS DO OUVIDOR

Pode até ser que aconteça mas não acredito que o novo governo tenha a coragem de mexer na Petrobrás em termos de privatização ainda que parcial. Um orgulho do país tem mais é que ser totalmente recuperada e manter o “petróleo é nosso”.

Depois de Sérgio Moro a Lava Jato já cumpriu 17 dos 22 mandados de prisão previstos nos inquéritos abertos. Quem pensava que a coisa ia esfriar pegou uma juíza que não é de se desprezar e até muito pelo contrário.

O Rio de Janeiro é realmente uma cidade sitiada por traficantes e bandidos de todo o tipo. As ruas e avenidas, das mais importantes às mais pobres são sempre o trajeto dos bandidos em busca do dinheiro fácil. Cadê o exército?

Sem querer jogar ou apostar antes do tempo, mas temos que reconhecer que o ministério que vem sendo anunciado por Bolsonaro é formado por excelência técnica e os nomes comprovadamente podem compor uma equipe de peso.

Essa história de Black Friday, principalmente no Brasil é uma grande piada porque os preços praticados nos parecem muito manipulados com subidas imprevistas – kkkk – para descidas previstas. Um tremendo engodo, com exceções.

Nos Estados Unidos onde a fiscalização é bem maior e a seriedade também, a Black Friday de lá já prevê um consumo de 700 bilhões de dólares durante o evento. Isso é fantástico e sempre influencia na economia do país.

Mas por falar em Estados Unidos essa questão natural dos incêndios na região da Califórnia é um problema muito sério já que afeta moradores de todos os níveis. Se a coisa continuar assim a tendência das áreas nobres será de desertificação.

Os gestores federais, estaduais e municipais de saúde já têm disponível um novo local que centralizará diversas fontes de informações relevantes para o planejamento das ações no setor. Trata-se da plataforma DigiSUS Gestor.

Penedo será palco, mais uma vez, do maior evento de cinema de Alagoas. O Circuito Penedo de Cinema começa nesta segunda (26), com oficinas, palestras e exibições gratuitas de filmes. A programação segue até o dia 2 de dezembro. 

PAULO BEZERRA E RUTH FREITAS

Meus queridos amigos Paulo Bezerra e Ruth Freitas (foto). ele superintendente da Vigilância Sanitária de Alagoas e ela educadora e escritora estão aproveitando muito bem uma bela viagem pelos caminhos do Cristo. Jerusalém e outros mais.  

 ABRAÇOS IMPRESSOS

FRED E CLEO

Meu abraços vão para o meu filho Fred Teixeira da Câmara e Cléo, minha nora, pela bela curtição que fizeram pela Europa. Na foto em Roma. E a ele os parabéns por ter assumido a midia da Ampla, famosa agência de propaganda do Recife,

   

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s