Ir para conteúdo

Ouvidor Geral 22-06-2020.

“Ouvidor Geral” para o jornal Primeira Edição de 22-06-2020 – Geraldo Câmara

      QUEM OBEDECE A PROTOCOLO?

                 Pois é! Estamos prestes a iniciar gradualmente a abertura de várias atividades não essenciais e ainda estamos em plena subida da contaminação. Ainda não chegamos ao pico, não há declínio, mas parece que a abertura se faz necessária em alguns setores. Tudo muito bom não fosse o despreparo do alagoano, do brasileiro enfim para obedecer rigorosamente as regras e o protocolo estabelecidos pelo governo. E as regras básicas foram: A obrigatoriedade do uso de máscaras; disponibilização ininterrupta de álcool em gel 70% em locais de fácil acesso; pano de chão umedecido em solução de água sanitária; além de marcações para garantir o distanciamento mínimo entre as pessoas de 1,5 metros; limpeza dos locais deve ocorrer constantemente, a depender do serviço, a cada hora ou a cada duas. Fica proibida reunião presencial com mais de 10 pessoas. Para os locais com ar-condicionado, o protocolo estabelece a necessidade de trocar os filtros de ar, pelo menos, uma vez por mês, “usando pastilhas adequadas para higienização das bandejas do aparelho. Se usar ar condicionado convencional, higienizar o filtro diariamente. Ou, caso não haja ar condicionado, implantar o sistema de ventilação cruzada (abertura de portas e janelas)”. E de etc em etc o protocolo segue perfeitamente elaborado. Com muitas regras a serem seguidas pelos responsáveis pelos estabelecimentos e pelos consumidores que ali adentrarem. Aí e que a porca torce o rabo e não saberemos a quantas irá. Só depois. E espero que o leite não derrame.

DESTACÔMETRO

                O destaque da semana vai para um empresário do ramo da construção civil desde bem jovem e que venceu com muito suor e competência. Joaquim Santana, diretor da TETO e diretor da ADEMI merece sempre destaques por seus méritos.

PÍLULAS DO OUVIDOR

A ATRICON e o CNPTC em conjunto criaram uma série de disposições para os prefeitos de todo o estado orientando com uma série de regras as compras de equipamentos respiratórios e as prestações de contas em relação ao caso.

A promotora de justiça Marluce Falcão está profundamente ativa com várias ações e “lives”  discutindo os direitos humanos, principalmente os relativos a “idosos – a voz da experiência”. Uma luta absolutamente correta e justa.

Aliás, não pelo fato de este jornalista já estar há muito tempo na categoria dos idosos e não ter parado suas atividades, acho que o que falta aos idosos é o estímulo para que continuem na vida ativa porque a inatividade, esta sim leva à morte.

No meu caso específico, além de gostar de trabalhar, minha formação e interesse sempre me deixaram em uma grande ativa, até como estou agora em “home office”, mas trabalhando sem parar.

Em minha opinião seria preciso que o governo criasse programas de vocação profissional para diversas categorias de idosos catalogando suas preferências e os incentivando no mercado de trabalho compatível com sua formação.

 E o governo pode ficar certo de que a maioria não faz nada porque não sabe por onde começar ou recomeçar. E se os projetos forem bons podem ser grandes contribuintes para o aumento do PIB.

Outra coisa que não aceito e ninguém deve aceitar é que numa pandemia como a que estamos vivendo a ida de um idoso para o hospital pode representar uma roleta russa ou um sorteio para ver quem perde a vida primeiro. Aí é desumano.

Culpa dos médicos? Não. Outro dia vi um chorando por conta de ter que tomar decisões dessa categoria. Culpa do sistema que jamais esteve preparado para a medicina comum, imagine para enfrentar uma pandemia.

Daqui meus parabéns à Dra Suzzana, médica psiquiatra, inclusive dirigindo a Diretoria Médica do TCE. Ela fez uma “live” com outra médica, Dra. Jacy Cerqueira. Discussão sobre o medo. Absolutamente oportuna. Mais, Suzzana!

Hugo Taques (foto), jornalista, homem da cultura que veio do Mato Grosso onde exerceu vários cargos e hoje militando no jornalismo local; meu colega de Primeira Edição, fotógrafo de mancheia e com a cabeça lotada de boas coisas.

ABRAÇOS IMPRESSOS

               Meus abraços impressos vão para um artista lutador e vencedor. Geraldo Cardoso, vaqueiro por tradição e cantor por vocação deu um show no Bartpapo que estamos fazendo direto de casa. Um senhor artista e grande pessoa!

Categorias

OUVIDOR GERAL

Um comentário em “Ouvidor Geral 22-06-2020. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s