Ouvidor Geral 04-02-2019

                                      O BIG BROTHER DOS POLÍTICOS

Imaginem um “reality show” onde os escolhidos para o confinamento seriam políticos. Melhor ainda, não haveriam escolhidos e os lugares seriam todos os frequentados por eles. Imaginem as câmeras funcionando e o Brasil inteiro ligado nas conversas, nos acordos, nas tramas, nos projetos – dentre eles os bons – que ajudam este país a crescer ou a diminuir dependendo dos interesses. Imaginem, bastando ligar as TVs, sabermos imediatamente que estaria havendo um plano para um grande mensalão ou que este ou aquele projeto, para ser aprovado, prometia mundos e fundos a altos e baixos cleros. Imaginem as conversas de bastidores nos restaurantes mais “chics” ou nos botecos mais simples dos interiores onde prefeitos negociam emendas e outras coisas mais, dentre elas os superfaturamentos e as mutretas licitatórias. Imaginem um “reality” em que pudéssemos ver com clareza as boas notas de real ou de dólar passando de mãos em mãos e os fiéis portadores treinados por circenses especializados em fazerem as ditas cujas sumirem pelas cuecas. Mas o país perderia a graça se fosse ao ar tal programa. O que iria fazer a Polícia Federal? O que iria fazer a Lava Jato? O que iriam fazer os “experts” em inteligência, os que, quando querem, chegam ao fundo do poço? E aí, sim, restaria ao país promover uma enorme reforma política, uma revolução de métodos e sistemas e uma enorme confiança numa nova geração que vem aí. Mas, não se preocupem os atores em questão porque, certamente, não haverá nenhum “Big Brother dos Políticos”.

DESTACÔMETRO

LUCIANA CAETANO

O destaque da semana vai para a competente economista Luciana Caetano que muito além da contemplação econômica faz uma profunda análise e crítica da economia, não só da brasileira, mas também da mundial.

PÍLULAS DO OUVIDOR

A situação em Brumadinho continua muito ruim já que o resgate dos 248 corpos que ainda estão soterrados está cada vez mais distante pela complexidade em que se tornou o terreno que os sepultou. Muito triste para a família e para todos.

A Vale resolveu acabar com todas as barragens de usinas parecidas com as de Brumadinho já como prevenção depois da lama derramada. No entanto existem muitas outras no Brasil que não pertencem à Vale. Como é que ficam?

O país está tumultuado com outras coisas que envolvem a política brasileira. Uma delas é a grande renovação no Congresso Nacional e que acaba de reeleger com maioria absoluta o atual presidente, Rodrigo Maia.

No caso do Senado, o tumulto foi maior com a enorme dúvida sobre quem deveria presidir interinamente a sessão e depois com a votação para que a de presidente fosse secreta. Acabou que ela foi suspensa ficando a decisão para o sábado

Durante a madrugada, o presidente Dias Tofolli do Supremo Tribunal Federal revogou a votação que mandava que a eleição fosse aberta e resolveu manter o regimento com a votação secreta.  

E no sábado, com a sessão presidida pelo decano, Senador José Maranhão, deu-se o que ninguém esperava com a revoltada renúncia de Renan Calheiros que atribuiu sua atitude à falta de democracia na eleição daquela casa.

E aconteceu então a eleição do jovem senador Davi Alcolumbre foi eleito com 42 votos em primeiro turno. O candidato, pertence ao baixo clero, era absolutamente desconhecido mas tinha o apoio do ministro Onix Lorenzoni. Será que foi isso?

O Governo Federal lançou o serviço digital para emissão do Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CVIP). Vai representar celeridade dos processos e redução de custos para o Estado e principalmente para os cidadãos.

Na sessão da AL presidida pelo deputado Francisco Tenório, foi eleita por unanimidade de votos dos 26 parlamentares presentes, a nova mesa diretora tendo o deputado Marcelo Vitor na presidência para o biênio 2019-2021. 

DIDHA LIRA

Pense num artista com A maiúsculo e você encontra a figura de Didha Lira (foto), compositor, cantor e artista plástico tudo em grandeza A. Didha fez um Bartpapo conosco que vai merecer reprise pela excelência de sua apresentação.

ABRAÇOS IMPRESSOS

DANIEL SALGUEIRO

Meus abraços impressos vão para o advogado tributarista, Daniel Salgueiro, um dos mais respeitados em nossa Alagoas e até alhures. Daniel faz uma análise perfeita de um provável reforma previdenciária e que faz com que todos entendamos a complexidade do tema.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s